Iniciativas e Produtos

Prémios, resiliência e muitas novidades: Guia Boa Cama Boa Mesa chega a 18 de junho

Ivo Tavares Studio

No ano mais atípico de que há memória está quase a chegar às bancas o guia dos melhores restaurantes e hotéis de Portugal.

Não foi fácil, mas a edição de 2021 do guia Boa Cama Boa Mesa está concluída e prestes a chegar às mãos dos leitores. Apesar das condicionantes, dos sucessivos confinamentos e dos encerramentos temporários, uma mão cheia de jornalistas percorreu o país de lés a lés, Açores e Madeira incluídos, para reunir o melhor da hotelaria e da restauração nacional. Um propósito, assumido desde a primeira edição, em 2003, de apresentar, com objetividade e isenção, as escolhas, baseadas em critérios públicos, sempre com o intuito de oferecer o melhor produto aos leitores.

Apesar dos temores da indústria, a edição de 2021 do guia Boa Cama Boa Mesa apresenta-lhe novos premiados, num total de 26 relacionados com a restauração, e 28 do lado da hotelaria. Curiosamente, apresenta 26 novidades quer na hotelaria, quer na restauração, sinal de vitalidade, uma vez que abriram após o lançamento da edição do ano anterior.

Por não se encontrarem, à data de fecho, em funcionamento, diversos espaços não foram visitados e, por conseguinte, não integram a seleção de 2021 ou, pela mesma razão, não estão entre os premiados. Conscientes da existência de falhas e omissões, trata-se de uma opção fundamentada pelo propósito único de prestar ao leitor a melhor informação, reconhecendo desde já as lacunas e ausências em relação a muitos projetos turísticos e gastronómicos que, eventualmente, mereciam figurar nesta seleção.

Nelson Garrido

Há outras novidades na edição 2021 do Boa Cama Boa Mesa. Sendo este um guia excecional, fizemos questão de distinguir a resiliência de uma área da economia fundamental e que muito sofreu com a pandemia. Simbolicamente, e representando todos os restaurantes e alojamentos dos respetivos distritos e Regiões Autónomas, estão editorialmente destacados 10 restaurantes e 10 alojamentos evidenciados a partir de critérios como o apoio à população local e aos profissionais de saúde, o investimento em tempo de crise e a capacidade de reinvenção. Uma distinção que conta com o apoio do BPI.

Destaque também para a atribuição do Prémio Carreira, este ano, pela primeira vez, e excecionalmente, entregue a duas personalidades da restauração. Lurdes Graça, do restaurante O Manjar do Marquês, e Emílio Andrade, do restaurante Adega Tia Matilde, proprietários dos respetivos restaurantes. Lurdes Graça, que se notabilizou na cozinha e Emílio Andrade, no trabalho de sala, foram os escolhidos pelo júri.

Marque na agenda: A 18 de junho, com o Expresso, chega finalmente aos leitores a edição de 2021 do guia Boa Cama Boa Mesa.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!