Passeio Verde

O Pinhal de Leiria, a Estrada do Atlântico, as dunas e as ondas gigantes da Nazaré

Pinhal de Leiria

A pé ou de bicicleta,percorra a Estrada do Atlântico, sempre paralela ao mar, passeie pelo famoso Pinhal de Leiria, desafie as ondas na Nazaré e aproveite a tranquilidade de São Martinho do Porto e de São Pedro de Moel.

Antes de começar o passeio verde desta semana saiba que a denominação Pinhal de Leiria pode induzir em erro, uma vez que a mata se concentra, principalmente no concelho da Marinha Grande, que outrora pertenceu a Leiria. Mandado plantar pelo rei D. Afonso III, foi, no entanto, D. Dinis que lhe conferiu a grandiosidade da área, cerca de 11 mil hectares junto da praia, a apanhar as freguesias da Marinha Grande e Vieira de Leiria.

Apesar de fortemente dizimado pelos incêndios que tiveram lugar há quatro anos, o Pinhal de Leiria, que está a renascer, continua a ser muito procurado. Uma ideia que agrada a praticamente todos é fazer uma manhã de praia e depois, um piquenique no pinhal, com direito a sesta à sombra dos pinheiros bravos. Explorar o pinhal é viajar na história, já que ainda pode encontrar vestígios da época dos Descobrimentos, nomeadamente os fornos onde era feito o pez, usado na construção das caravelas e outras embarcações.

Farol do Penedo da Saudade

Para a prática de desporto e observação da Natureza, existem trilhos pedestres e de BTT. Um dos mais populares é o PR1 – Trilho da Antiga Linha do Comboio-de-Lata, isto já em São Pedro de Moel, resultante da recuperação da antiga linha do Oeste, que atravessava, precisamente, o pinhal. Uma vez nesta localidade não deixe de subir ao Farol do Penedo da Saudade, para uma vista suprema de mar e pinhal. As visitas guiadas (€4,50) têm lugar à quarta-feira.

De regresso ao pinhal observe as muitas formações dunares a partir de onde é possível, em silêncio, avistar espécies como coelhos, raposas e texugos. Quando à flora imperam, para além dos já referidos pinheiros bravos, os pinheiros mansos, eucaliptos e ciprestes. Quem bem conhece a zona não pode deixar de referir as camarinheiras, arbustos autóctones, com o seu cheiro muito característico, e bagas comestíveis, vendidas pelas nazarenas juntamente com os tremoços e as pevides.

Este Passeio Verde foi realizado em parceria com Volvo - Carro Oficial Boa Cama Boa Mesa
DR

De entre as formações dunares, a norte da Nazaré, encontra-se a impressionante Duna da Aguieira, considerada a maior duna consolidada da Europa. Pertencente a um complexo sedimentar de dunas e areias derivadas do norte da Nazaré, a largura pode exceder 6 km. Na mesma freguesia, já perto da vila, fica o Monte de São Bartolomeu, um dos pontos mais altos do concelho da Nazaré, com 156 metros de altura. No monte existe um miradouro, construção feita em madeira, que oferece uma vista desafogada do pinhal, dando uma ideia da sua grandeza.

Monte de São Bartolomeu
VITOR ESTRELINHA

Na praia do Norte é imperdível o espetáculo proporcionado pelo mundialmente conhecido Canhão da Nazaré, que leva à formação de algumas das maiores ondas do mundo. Santuário de surfistas, é contudo preciso muita cautela e experiência para entrar neste mar. Para um passeio relxante faça o percurso pedestre existente na Praia do Norte.

Encante-se com a baía de São Martinho do Porto, candidata a Património Natural Mundial da Humanidade. Conhece-a durante um passeio a pé ou opte por pedalar nos troços da Estrada do Atlântico, a maior ciclovia do país, com 62 km de extensão que atravessam os concelhos de Alcobaça, Leiria, Marinha Grande, Nazaré e Pombal.

Duna de Salir do Porto

Obrigatório é o passadiço com cerca de 1,5 km que liga São Martinho do Porto à Duna de Salir do Porto, classificada como a maior do país graças aos 50 metros de altura. Agora em águas mais calmas, desfrute de desportos náuticos como SUP, canoagem ou windsurf. O Clube Náutico de São Martinho do Portol (tel. 262980290) ajuda a proporcionar várias atividades.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!