Covid-19

“Novo alento e esperança”: Restaurantes sem restrições de horários já a partir de sábado

Reabertura dos restaurantes
Rui Duarte Silva

Associações representativas do sector da restauração aplaudem a decisão anunciada por António Costa, classificada como “novo alento e esperança” e reforçam os apelos, a empresários e a clientes, para que continuem a ser “escrupulosos” no cumprimento das regras.

Paulo Brilhante

Jornalista

O primeiro-ministro, António Costa anunciou esta quinta-feira que Portugal vai avançar para a quarta fase de desconfinamento já a partir das 00h00 de sábado, dia 1 de maio. Com esta decisão, tomada em Conselho de Ministros, restaurantes, cafés e pastelarias podem, já este fim de semana, abrir as portas sem as restrições que impediam o serviço depois das 13h00. Ou seja, o sector da restauração pode já a partir de sábado e também domingo, servir almoços e jantares até às 22h30. No âmbito do plano de desconfinamento a lotação por mesa no interior passa para 6 pessoa e na esplanada para um máximo de 10 clientes. Todas as restantes medidas de higiene e segurança mantém-se.

Em reação ao anunciado, a AHRESP - Associação da hotelaria, restauração e similares de Portugal aplaude as medidas que considera “um novo alento e esperança a estes setores, enormemente impactados pela pandemia”. Em comunicado, a associação apela ainda “a todos os empresários e a todos os clientes que continuem a ser escrupulosos no cumprimento das regras e boas práticas ao nível das medidas de proteção e combate à pandemia. Na atual situação, a irresponsabilidade de poucos pode prejudicar o bem de todos”.

A norte, a Pro.Var, considera “positivo” que o Governo tenha antecipado a reabertura dos estabelecimentos da restauração para o dia 1 de maio, “permitindo que o sector retome aproveitando um dos dias mais importantes para a restauração, o Dia da Mãe”. Esta associação de restaurantes espera que “o comportamento dos portugueses se mantenha responsável” para daqui a 15 dias o horário de funcionamento ser alargado (até à 1h00). A Pro.Var revela ainda ter pedido, já hoje, ao Governo “que não deixe de apoiar as empresas”.

As exceções aos novos horários aplicam-se aos concelhos que não cumpriram as metas em relação ao combate à pandemia de covid-19. Saiba quais AQUI.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!