Boa Vida

"O Gosto dos Outros", um ciclo de conversas que é uma viagem pelo mundo da gastronomia

Divulgacao

São cinco as propostas de viagens gastronómicas que vão ser feitas durante as cinco semanas do mês de maio, conduzida por diferentes protagonistas, entre os quais Fátima Moura, André Magalhães e João Paulo Martins. A primeira é já no dia 3 de maio.

“O Gosto dos Outros” serve como “entrada” ao ciclo de conferências que vai ter lugar todas as segundas-feiras de maio, às 18h30, na ampla e luminosa sala Ribeiro da Fonte do Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

Com vista para o Tejo, as sessões foram pensadas e organizadas por Fortunato da Câmara, crítico gastronómico do Expresso, que será também o moderador de cada sessão. “O tema ‘viagens’ foi logo o que me veio à mente. Primeiro porque temos estado tão fechados nestes tempos, depois, porque comer é uma forma de viajar”, explica Fortunato da Câmara. “Quando pensamos num prato, e mesmo que não o tenhamos à frente, há uma sensação de evasão, que nos transporta para memórias. Assim, a ideia é que viajemos um pouco, no sentido abstrato, em cinco temas diferentes, e que possamos perceber que e como o gosto dos outros influencia o nosso próprio gosto”, refere o crítico gastronómico.

Divulgacao

“O sabor e o gosto, uma evolução social” é o primeiro tema a abordar, já na próxima segunda-feira, dia 3 de maio, a partir das 18h30. Nesta primeira conversa, o chef André Magalhães, da Taberna da Rua das Flores, vai abordar o gosto, um dos sentidos essenciais que faz escolher o prato ou receita de eleição. “As sementes e as plantas viajantes” é o assunto a ser explorado por Dulce Freire, a coordenadora do projeto ReSeed, no dia 10 de maio. Aqui, conversa-se sobre o papel que Portugal teve no passado em matéria de alimentação, e no quanto poderá vir a ser útil no futuro.
Os vinhos que se moldaram no tempo”, conduzida por João Paulo Martins, crítico do Expresso, é a conversa agendada para dia 17 de maio. Aqui, vai descobrir que alguns dos vinhos icónicos, como o Madeira e o Porto, adquiriram o seu perfil vínico ao longo de séculos, e que os seus percursos foram sendo ajustados aos mercados que os procuravam. Fique também a saber que os apaixonados por Vinho do Porto e champanhe, por exemplo, estão muito longe de serem os portugueses e os franceses.

Divulgacao

A quarta e penúltima sessão do ciclo “O Gosto dos Outros”, marcada para 24 de maio, é conduzida por Fátima Moura, escritora na área da gastronomia, e versa um tema delicioso, “O cacau: de líquido amargo a doce sólido”. Para encerrar o ciclo, no dia 31 de maio, a viagem é feita à volta da “Doçaria portuguesa: influenciadora social”. A anfitriã é a historiadora Isabel Drumond Braga, que vai falar dos Descobrimentos e da expansão portuguesa e, dentro desse período, de “uma peculiar ´era do açúcar´ onde a preponderância deste valioso ingrediente foi uma empresa lucrativa, e ao mesmo tempo criativa para a doçaria nacional”.

Destinadas ao público em geral, sem a carga de algo "pesado ou aborrecido", a ideia é “serem conversas feitas de uma forma descontraída, através das quais todos podemos aprender que não existem verdades absolutas, e que o que temos como certo hoje, chegou até nós com muitas transformações pelos meio”, conclui Fortunato da Câmara.

Os bilhetes para cicloO Gosto dos Outros” (a partir de €6) podem ser adquiridos através da Ticketline.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!