Boa Vida

Adeus baloiços. Este ano a moda são as bicicletas no cimo do monte

Luís Costa

No impressionante Monte do Colcurinho, a mais de 1000 metros de altitude, este verão não há baloiços para fotografar. Há uma bicicleta antiga e uma paisagem arrebatadora que vai conquistar as redes sociais.

Se o ano de 2020 foi o ano em que se multiplicaram os baloiços nos mais panorâmicos locais de Portugal, este ano a moda é outra e começou já a ser ditada no alto do Monte do Colcurinho, perto de Oliveira do Hospital e da aldeia do Piódão. É uma bicicleta antiga, vulgarmente chamada de “pasteleira”, colocada numa plataforma giratória, para que possa escolher o angulo da paisagem que fica melhor na fotografia. Para já, ainda é quase um segredo guardado no alto do monte. Em breve, vai ser motivo de romaria aos fins de semana.

Luís Costa

Mas há uma história por detrás desta bicicleta, e uma razão para a sua colocação neste local com vistas fantásticas. A estrada que leva ao cimo do Monte faz parte das Bike Roads com a chancela das Aldeias do Xisto, está a 1240 metros de altitude e serve de incentivo aos ciclistas, para que façam o percurso, promovendo assim, diz Nuno Ribeiro, Vereador da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, “quer o território, quer o turismo de natureza”.

CM Oliveira do Hospital

Para incentivar à subida, na Aldeia das Dez, há uma outra bicicleta, mais moderna, também para fotografar, que marca o início do percurso, simbolizando a do topo do monte a dificuldade da subida, que chega a ter um grau de inclinação de 6,5 por cento, com subidas com inclinações de 243 metros, para 18 quilómetros de percurso. A iniciativa é conjunta, entre o Município de Oliveira do Hospital, da Junta de Freguesia de Aldeia das Dez e da Irmandade de Nossa Senhora das Preces, proprietária do espaço. Aliás, o Monte do Colcurinho, além da paisagem que apresenta foi cenário de filmes, como o “Aquele Querido Mês de Agosto”, a segunda longa-metragem do realizador Miguel Gomes.

CM Oliveira do Hospital

Nuno Ribeiro assume que o mais difícil será “escolher qual o lado que pretende observar e fotografar”, uma vez que, se de um lado está o horizonte, do outro a Capela no alto do Colcurinho, lugar de romagem em honra de Nossa Senhora das Necessidades. Seja qual for a escolha, diz o vereador, o importante é que se descubra o Monte do Colcurinho onde parece que “se toca o céu” e que oferece uma das melhores panorâmicas a 360 graus onde o horizonte se estende às Serras da Estrela, Açor, Caramulo e Montemuro. E apela que, quando impressionar os amigos nas redes sociais, use a hashtag #bicicletadocolcurinho.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!