Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Vida

Portuguese Grape Ale: uma cerveja com uvas para descobrir no Festival C'Azedu

Picasa

As cervejas artesanais são cada vez mais, melhores e com um número crescente de apreciadores. Não é, por isso, de estranhar que cada vez mais existam eventos dedicados a divulgar este tipo de bebida, ainda desconhecida para grande parte dos portugueses. O C’Azedu - Portuguese Sour & Grape Beer Festival, é um deles e a segunda edição está quase a começar em Oliveira de Azeméis. Durante um dia vai ter a possibilidade de (re)descobrir receitas ancestrais de cerveja artesanal feita à moda portuguesa.

Como em quase tudo, a tendência é para recuperar tradições ancestrais, e o mundo das cervejas não se afasta dessa "moda", partindo em busca das origens desta bebida tão apreciada.

Para quem ainda não está muito familiarizado com os termos, as "Sour" são cervejas de sabor azedo, com tradição milenar praticamente esquecidas nos últimos 200 anos. De forma inversa, ao longo dos últimos tempos, tem-se assistido ao crescimento das "Ale" e "Lager", tipos de cerveja mais recentes, diferenciadas uma da outra pelo tempo e pela temperatura de fermentação. Estas últimas distinguem-se pela sua acidez pronunciada, os sabores e aromas inesperados e a quase ausência de amargor.

Depois existe também a "Portuguese Grape Ale", que ainda não tem estatuto oficial reconhecido a nível mundial, mas que é um projeto que os cervejeiros portugueses prometem levar até ao fim. Produzida a partir da junção do habitual mosto de malte de cereais e do mosto proveniente de uva de casta nacional, esta cerveja passa uma parte do seu processo num estágio em barricas de madeira, criando uma cerveja diferenciada, única e com uma forte ligação à cultura portuguesa.

Pois bem, é para dar a conhecer e experimentar todos estes sabores que vai decorrer a segunda edição do C’Azedu - Portuguese Sour & Grape Beer Festival, onde vão estar presente alguns dos principais produtores portugueses de cerveja artesanal da atualidade, cujos estilos estão a revolucionar o mercado a nível mundial.

O acesso ao festival, que vai decorrer este sábado, dia 23 de novembro, entre as 17h00 e as 02h00, no Vadia Brewpub, em Ossela, no concelho de Oliveira de Azeméis, custa apenas €3. No mesmo dia, entre as 8h30 e as 17h00, pode também participar num seminário (€45 para profissionais; €60 para particulares), dedicado ao mundo das cervejas "Sour", com um programa de atividades que inclui uma visita à fábrica de cortiça do Grupo Amorim e a projeção de um documentário do catalão Dani Ruiz sobre as cervejas de estilo "Lambic", que vão estar na mesa do almoço de harmonização preparado pelo sommelier cervejeiro Gonçalo Faustino.

O seminário conta ainda com a apresentação do estudo científico do belga Jonas De Roos, da 3Fonteinen, sobre o papel dos micro-organismos das barricas no fabrico do "Lambic". Segue-se a apresentação de um estudo sobre o papel das barricas de madeira tropical na identidade da cerveja brasileira. Esta apresentação é acompanhada da degustação de uma seleção de cervejas "Sour" do Brasil.

Antes de ir, pode consultar o mapa Boa Cama Boa Mesa das melhores cervejas artesanais de Lisboa

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!