Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Vida

Em Montalegre, venha a nós o vosso fumeiro!

  • 333

Divulgação

Para poder partir à descoberta das chamadas Terras de Barroso não deveria ser necessária qualquer desculpa. Geograficamente, o Barroso integra os concelhos transmontanos de Montalegre e Boticas.

É uma região de montanha e de vales profundos, conhecida e reconhecida pelas práticas ancestrais ligadas à agricultura e pecuária, com destaque para o fumeiro, mas também pelas ofertas associadas à natureza, uma vez que um terço deste território integra o Parque Nacional da Peneda-Gerês. Não falta também, uma vertente mais mística associada a diversas manifestações culturais relacionadas com rezas e bruxas e que têm no padre Fontes, o embaixador maior.

A melhor forma de conhecer a essência da região é fazer uma visita ao Ecomuseu de Barroso (Terreiro do Açougue, 11, Montalegre. Tel. 276510203), um espaço multifacetado, dividido em diversas valências que retratam, cada uma delas, este território único e as suas gentes. Por ser montra das várias identidades e locais emblemáticos da região, o Ecomuseu compõe-se de diversos polos distribuídos pelo território num passeio que contempla museus e trilhos pela natureza. Recorde-se que, em 2018, a FAO - Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura reconheceu a região do Barroso como Património Agrícola Mundial.

Depois desta introdução e depois da Feira Gastronómica do Porco de Boticas, é agora a vez de Montalegre, ganhar destaque e servir de justificação para a uma viagem até ao Barroso para visitar a 28ª edição da Feira do Fumeiro, que decorre entre os dias 24 e 27 de janeiro.
Conhecida como a “rainha do fumeiro”, esta mostra dá a provar os melhores exemplares de presunto de Barroso, mas também de chouriças de carne, de chouriço de abóbora, de sangueiras, de salpicão e de alheiras, entre muitos outros derivados do porco. Atualmente, a Feira do Fumeiro é também um dos maiores cartazes turísticos da região e a programação confirma essa maior abrangência de polos de interesse ao apresentar desde diversos espetáculos musicais a sessões de cozinha ao vivo (o chefe Marco Gomes apresenta-se no sábado), um workshop de corte de presunto. Também não falta uma Praça dos Petiscos e ainda animadas chegas de bois na “Ponte da Pedra”.

Onde Comer:

Restaurante Rio Beça
Na ementa farta do restaurante Rio Beça, em plena região barrosã, o destaque vai para a carne de excelência produzida nesta zona, apresentada em várias confeções. Naquinhos, nacos, picanha e filet mignon são algumas apresentações. Outras especialidades, sempre locais, são as trutas do rio Beça, o cabrito e o javali estufado. Menção especial para a seleção de vinho regional, que aqui tem um bom guardião. Preço médio: €15.
Hotel Rio Beça, EN 311, Carreira da Lebre, Boticas. Tel. 276413003

Nevada
Para conquistar os clientes, no Nevada servem-se apenas as carnes de maior qualidade de produtores locais, destacando a tradicional posta barrosã como símbolo da casa. Por encomenda, há cabrito assado no forno, sendo sempre cada um destes pratos acompanhado de batata a murro, pimentos e arroz de feijão com presunto. Na época da matança do porco há cozido à barrosã. Clássico é o bacalhau à Nevada, assado na brasa com batata a murro e pimentos. Preço médio: €15.
Rua Estrada da Fronteira, 11, Montalegre. Tel. 276512411

Onde Ficar:

Boticas Hotel Art & Spa
A estreita ligação à arte – por intermédio do conterrâneo pintor Nadir Afonso, a quem presta homenagem – confere ao Boticas Hotel Art & Spa uma atmosfera única. Contíguo ao edifício onde residem 42 quartos e duas suítes, SPA & Wellness, com ginásio, sala de massagens e piscina interior aquecida e ainda um restaurante de cozinha tradicional ergue-se o Centro de Artes Nadir Afonso, cujas obras ajudam a decorar o contemporâneo hotel. Quarto duplo desde €50.
Rua Visconde do Rosário, 1, Casas Novas, Boticas. Tel. 276300050

Hotel Rural Misarela
A antiga pousada da EDP foi totalmente recuperada e abriu portas em 2014 como Hotel Rural Misarela. Quase escondido na densa vegetação, o edifício guarda, no piso superior, os 12 quartos e uma suíte, todos com varanda, a partir da qual se alcança o rio Rabagão. Para além da receção, pode também entrar pela porta do restaurante Ponte do Diabo, que foi buscar nome à lenda da Ponte da Misarela. Aproveite a piscina e os trilhos pela Natureza. Quarto duplo desde €85.
Rua da Pousada, 1, Ferral, Montalegre. Tel. 253759010

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!