Boa Mesa

Restaurantes premiados pelo guia Boa Cama Boa Mesa voltam a abrir portas

Nelson Garrido

Aos poucos, os detentores de Garfos de Prata, Ouro e Platina recomeçam a servir clientes. Prudência na hora da reabertura e grande vontade de voltar a funcionar são os sentimentos dominantes

É um pouco a conta-gotas, com mais indecisões do que certezas, que os restaurantes premiados na edição de 2020 do Guia Boa Cama Boa Mesa começam a reabrir. A falta de turistas, para alguns, o horário limitado até às 22h00, um máximo de quatro pessoas por mesa no interior do estabelecimento e o encerramento ao fim de semana às 13h00, para outros, são as razões para que alguns restaurantes continuem de portas fechadas. Ainda assim, são vários os que preferem enfrentar as adversidades e, finalmente, poderem dizer aos clientes: bem-vindos ao nosso restaurante.

Euskalduna

No dia 19, segunda-feira, data da terceira fase do desconfinamento, Vasco Coelho Santos, premiado com um Garfo de Ouro, abriu as portas ao Euskalduna Studio, no Porto. Logo ao lado, em Matosinhos, Rui Paula, Chef do Ano e Garfo de Platina, voltou a receber clientes na Casa de Chá da Boa Nova, bem como os restaurantes DOP e DOC, no Porto e em Armamar. Mais a norte os irmãos António e Óscar Gonçalves apresentam nova carta no Restaurante G, em Bragança, também galardoado com Garfo de Ouro e a sul, o Garfo de Prata do restaurante Pequeno Mundo, em Almancil, vai voltar a ver-se orgulhosamente afixado logo à entrada.

Ocean

Por Lisboa, e galardoados com um Garfo de Prata pelo Guia Boa Cama Boa Mesa, reabriram o 100 Maneiras de Ljubomir Stanisic, e o Prado de António Galapito, bem como o Alma, este já Garfo de Ouro, liderado por Henrique Sá Pessoa. Amanhã, dia 21 de abril, José Avillez, Garfo de Ouro, regressa ao Belcanto - os restantes restaurantes do grupo abriram a 19 de abril - e, em Guimarães, reabre o restaurante A Cozinha por António Loureiro, Garfo de ouro em 2020. No mesmo dia, no Algarve, Hans Neuner apresenta o novo menu “Edição das Ilhas”, com inspiração nas ilhas dos Açores, Madeira e São Tomé. O restaurante que lidera, o Ocean, no Vila Vita Parc é Garfo de Platina.

À espera da alteração das medidas de confinamento para o concelho de Portimão, está o Vista Restaurante, liderado por João Oliveira e Garfo de Ouro. A previsão de abertura era a de dia 27 de abril, mas ainda não há certezas de que tal aconteça.

Belcanto

Pode ler AQUI a reportagem Boa Cama Boa Mesa sobre a reabertura das esplanadas

The Yeatman

O mês de maio conta com oito reaberturas planeadas. O Antiqvvm, liderado por Vítor Matos e Garfo de Prata, aponta a reabertura para dia 1, ainda sem confirmação final. Garantido está que Gil Fernandes, Garfo de Prata no restaurante Fortaleza do Guincho, vai voltar a possibilitar aos clientes a magnífica vista do oceano a partir da sala do restaurante. Alexandre Silva, Garfo de Ouro e chef do restaurante LOCO, escolheu o dia 3 para abrir portas, bem como o “prateado” LAB by Sergi Arola, no Penha Longa Resort, nos arredores de Sintra. Aliás, todos os restaurantes do grupo, como o Midori ou o Eneko Atxa Lisboa reabrem na mesma data.

Pode ler AQUI a reportagem Boa Cama Boa Mesa sobre a reabertura dos restaurantes.

No dia seguinte, a 4 de maio, regressa o The Yeatman, Garfo de Platina, com o chef Ricardo Costa a acender os fogões, tal como o fará Renato Cunha no restaurante Ferrugem em Vila Nova Famalicão, e Filipe Carvalho e Martín Berasategui no Fifty Seconds by Martín Berasategui. Aliás, está previsto que Berasategui, o mais premiado dos chefes com estrelas Michelin na Europa, esteja em Lisboa para a reabertura. Já Tiago Bonito, garante que o Largo do Paço, Garfo de Prata em Amarante na Casa da Calçada, reabre neste início de maio.

Fifty Seconds by Martín Berasategu

Ainda em maio, quando se conta que as restrições de lotação e horário terminem, reabrem a 5 o Garfo de Ouro liderado por Dieter Koschina, o Vila Joya em Albufeira, e o Garfo de Ouro Mesa de Lemos do chef Diogo Rocha. Logo no dia a seguir, e, para já, só às quintas, sextas e sábados, reabre o Restaurante Vistas, Garfo de Prata em Vila Real Santo António, liderado pelo chef Rui Silvestre. No Funchal, o Il Gallo D’Oro, Garfo de Prata e comandado pelo chef Benoît Sinthon, prevê reabrir a 15 de maio. O Paparico, no Porto, e Garfo de Prata, escolheu a data de 1 de junho para voltar a receber os seus clientes.

Mesa de Lemos

Da lista dos premiados do Boa Cama Boa Mesa há ainda algumas incertezas, estando previsto, sem data certa, que o Garfo de Platina do restaurante Feitoria, de João Rodrigues possa abrir em maio. Em Santarém o Garfo de Prata de Rodrigo Castelo, a Taberna Ó Balcão também aponta para o início de maio, mas está condicionado ao término das obras de remodelação. Não foi possível apurar as datas de reabertura dos Garfos de Prata restaurante EPUR, de Vincent Farges, nem do restaurante Pedro Lemos, no Porto.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!