Boa Mesa

E o melhor bolo-rei deste Natal é… Escangalhado

Bolo-Rei Escangalhado

Como manda a tradição decorreu, em Santarém, mais uma edição do Concurso Nacional de Bolos Especiais de Natal. Mas, ao contrário do que seria de esperar, o clássico bolo-rei circular foi derrotado por uma versão escangalhada

Afinal, a tradição já não é o que era. Até no que diz respeito a bolos-reis. Numa alusão involuntária à época que se aproxima, condicionada pela pandemia de covid-19, o grande vencedor da nona edição do Concurso Nacional de Bolos Especiais de Natal é um bolo-rei… escangalhado, que derrotou o tradicional, de forma circular.

Apesar da novidade, este ano a pastelaria vencedora é a mesma de 2019. Trata-se da Flor de Aveiro que, ano após ano, continua a apresentar os melhores bolos tradicionais da quadra natalícia. Se no último ano o bolo-rei foi eleito como o Melhor dos Melhores, em 2020, a distinção pertence ao seu Bolo-Rei Escangalhado, com forma retangular, disforme e muito rico nos ingredientes usados. Este bolo é obtido da amassadura de todos os ingredientes e é recheado com doce de chila, creme de pasteleiro e frutos secos.

Mas, à semelhança do que tem sucedido nos anos anteriores, esta pastelaria aveirense arrecada não só o prémio principal, mas também vence nas restantes categorias de doces natalícios. À Medalha de Ouro do Bolo-Rei Escangalhado (€22/Kg), juntam-se a Medalha de Ouro do Bolo-Rei (€19,50), que é um bolo de frutas escorridas e frutos secos, de forma circular e com um grande buraco no centro. É feito de uma massa fofa misturada com passas, sultanas, frutos secos e fruta escorrida. A decoração é equilibrada, com cores alternadas das frutas escorridas e frutos secos espalhados na superfície e “montinhos” de açúcar em pó; e a Medalha de Ouro do Bolo-Rainha (€21,50/Kg), que é feito com frutos secos, tem forma circular, com um grande buraco no centro, e é feito de massa fofa misturada com passas, sultanas e frutos secos.

Bolo-Rei Escangalhado

Pedro Ferrão e Milu são os criadores dos premiados bolos produzidos na Pastelaria Flor de Aveiro (Estrada de S. Bernardo, Aveiro. Tel. 234343342), cuja procura não tem procurado de aumentar. Ainda surpreendida com a vitória do Bolo-Rei Escangalhado, Milu desvenda que o segredo só pode estar numa pequena alteração feita este ano: “Aumentámos um bocadinho a quantidade do recheio, o doce de chila e o creme de pasteleiro”. Quanto ao facto de ganhar todos os últimos anos admite que não sabe a que se atribuem tais conquistas. “Os bolos são feitos todos os anos da mesma forma, com frutas da melhor qualidade, com produtos tradicionais e sem aditivos”. Humildemente, admite que o segredo pode estar nas mãos habilidosas de quem os confeciona e também “a dedicação e o amor” no trabalho feito.

Bolo-Rei

Na categoria Bolos Especiais de Natal, o Concurso Nacional de Bolo Rei Tradicional Português e também o Concurso Nacional de Bolos Especiais de Natal, que decorreram no CNEMA, em Santarém, o Melhor dos Melhores é a Trança de Natal da pastelaria Mina da Estação, em São João da Madeira. Nesta categoria foram ainda atribuídas Medalhas de Ouro ao Pão-de-Ló de Margaride, à Galantine de Frutas da Briosa do Mondego, em Coimbra, e às Rabanadas do Café Corcel, no Porto.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!