Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Cibi Sana da Sé: Em Braga há sabores da terra com ritmo brasileiro

A minha cozinha é de gente de bem com a vida. Mau humor estraga a minha comida”. É com este espírito que João Manoel enfrenta os tachos e a vida em geral. Por este ensejo de dias mais consonantes com o que lhe ía na alma, largou uma carreira como engenheiro químico para abraçar a restauração. Primeiro no Brasil, com o Sibi Sana São Paulo, Brail, situado em Vinhedo, onde há quase três anos se dedica a praticar uma cozinha baseada em produtos orgânicos, biológicos e pouco processados.

O objetivo, replicado no Cibi Sana da Sé, em Braga, é oferecer uma “comida mais leve, menos envenenada”, sem alimentos fritos. Também não usa conservantes, nem aromatizantes, garantindo ainda o uso de ingredientes orgânicos. Não se trata apenas do que é feito na cozinha, “começa na seleção dos alimentos”, sublinha. O “porco que utilizamos é alimentado com milho”, exemplifica. O ex- engenheiro, que trabalhava com projetos de eficiência energética, quer desta forma prestar “respeito pelo ambiente e pelo estômago do cliente”.
Cibi Sana significa precisamente “uma alimentação mais saudável e o nosso conceito é agregar sabor e qualidade aos ingredientes”.

Apesar de ser recente no mundo da restauração, João Manoel Moreno cozinha desde os 15 anos, apoiado pelas avós, uma italiana e outra brasileira, ambas com “mão cheia”. Sempre adotou cozinhar para a família e desses tempos recorda o elogio do pai que chamava “um manjar dos deuses” ao que confecionava.

Hoje, em Braga, o objetivo é aprimorar a apresentação numa mescla entre cozinha mais “natural”, com base nos abundantes bons produtos encontrados no país, e oferecer uma “experiência sensitiva” aliada a uma alimentação mais saudável que resgate, simultaneamente, memórias.

A refeição inicia-se com um couvert bem recheado “Pães, chips, queijos especiais, manteiga de ervas, defumados caseiros, azeitonas, polvo a vinagrete” (€4), e entradas variadas com destaque para o “Creme de cogumelos com bacon, ervas frescas e massa folhada” (€6), o “Bouillabaisse (cozido de peixes e frutos do mar)” (€6), ou os vegetarianos “Tabule de Quinoa” (€4) e “Cuscuz de couve flor c/ nozes, passas, manjericão, tomate recheado de cogumelos em conserva de azeite” (€5). Seguem-se diversas opções de principais, entre abordagens à cozinha tradicional e de base internacional, sempre com um toque muito pessoal. É o caso do “Lombo de Bacalhau gratinado com natas, champignons e batatas assadas” (€17), do “Filet de Peixe do dia com risoto de tomate cereja ao creme de balsâmico” (€15) e da “Posta Angus – Bife Ancho – grelhada com batatas rosti, farofinha torrada e molho de cebolas” (52€/Kg) ou do “Magret de pato com pêra bêbada e queijo ao mel“ (€14), a que se acrescentam pratos vegan como é o caso do “Mongolian Seitan” e do “Hamburger com cebola caramelizada e legumes do dia assados em azeite aromatizado com limão e chips de batata doce” (ambos €12).

Ao domingo não falta a “Feijoada brasileira com farofas, couve e laranja” (€13) e o “Cabrito Assado com arroz de açafrão e batatas” (€18).

Para finalizar, as propostas vão do “Bolo de caramelo” (€5) ao “Pão de ló de Ovar em papel comestível com gema de vinho do Porto” (€8), passando pela “Pavlova com damascos ao vinho do Porto” (€6).

Ao almoço, à semana, há sempre menu executivo com duas opções entre carne e peixe à escolha, acompanhados de entrada ou sopa, sobremesa, café e copo de vinho ou água. Custa €11,50.

O Cibi Sana da Sé (R. Dom Frei Caetano Brandão 95, Braga. Tel. 253612145) abriu há meio ano no espaço onde funcionou durante vários anos o restaurante Cozinha da Sé e abre terça-feira das 19h00 às 23h00 e de quarta a domingo, das 12h00 às 15h00 e das 19h00 às 23h00.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!