Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

A Gruta ou quando das trevas renasce um ícone madeirense

Fechado ao longo de mais de três décadas, este emblemático espaço, dedicado à cozinha madeirense, reabriu as portas completamente renovado. Trata-se de A Gruta - Café Restaurante, localizada no Funchal e que, nas décadas de 1970 e 1980, era um local muito procurado pelos locais.

Após as obras de restauro a que foi submetida, A Gruta reabriu as portas, em março de 2019, com a intenção de recuperar os clássicos de uma época, sem que isso impeça de apresentar várias novidades.

O penedo, sob o Parque de Santa Catarina, desperta interesse a quem passa na Avenida Sá Carneiro, não apenas pela esplanada disposta em frente, mas também pela instalação incrustada no cimo da entrada deste A Gruta - Café Restaurante. Trata-se da representação de um bando freiras-da-madeira, ave endémica desta ilha, a sair do interior deste espaço de restauração, onde as estalactites são reproduzidas por enormes formações em dourado.

Ao fundo, e ainda na parede rochosa, a enorme baleia em metal salta à vista de quem ali entra. “Durante as escavações foi descoberta uma outra cavidade, mas mais pequena, que foi transformada, depois, em adega. Tem um corredor de ligação para a sala que, hoje, está maior do que naquela altura”. A explicação é dada por Guadalupe Brito, mulher de Brito Figueira que, por sua vez, partilha a sociedade deste estabelecimento com Alexandre Costa.

“Foi um desafio muito grande”, revela, uma vez que este todo o espaço precisava de obras profundas de recuperação. “Como já na altura havia os picados, apostamos no receituário regional e no conceito de partilha”, avança Guadalupe Brito, ainda que seja Brito Figueira “o mentor da cozinha”.

Depois das cinco páginas com uma infinidade de propostas de sumos, batidos, cocktails, bebidas espirituosas, cervejas nacionais e internacionais e, claro, Vinho Madeira, quem se senta à mesa de A Gruta - Café Restaurante é incitado a "Petiscar e partilhar". Patê de atum à Gruta e torras (€4,90), Croquetes de bacalhau com batata rústica e seu molho (€6,50), Pica-pau de porco preto e pickles (€6,80), Iscas de fígado de novilho (€7), Enchidos grelhados na chapa (€7,50), Lulas panadas com molho de tártaro e limão (€7,95), Cogumelos frescos e camarões, azeite, alho e ervas (€9,80) e Tempura de camarão com Maya da Casa (€9,80) são algumas das ofertas. Além da Tábua de presunto serrano (€9), da Tábua de queijos nacionais (€9) e da Tábua mista (€12,50),
peça o tradicional Bolo do caco com manteiga d’alho (€3) para acompanhar os petiscos.

Seguem as sugestões com Sopa de tomate e cebola com ovo escalfado (€4,50) e Canjinha de galinha na caneca (€2) ou na panela (€4,50), secundadas por saladas, com destaque para a Taça Veggie (€9,50). O Prego à Gruta (€5,80) e o Picado à Gruta (a partir de €15) são os clássicos, agora, reinventados.

O Prego regional (€14) e o Prego no prato com ovo a cavalo (€9), bem como o Picado regional e batatas fritas (€16), o Picado de cabrito com batatas salteadas (€19) e o Picado de polvo com milho frito (€19) são outras opções a considerar. Numa versão mais contemporânea, a ementa oferece outras recomendações: Hot Dog à Gruta (€5,20), Burger à Gruta (€9,90), Burger de peru (€9) e Veggie Burger (€8,90).

Para outras apostas, sugerem-se Arroz malandrinho servido na panela, uma das apostas fortes de A Gruta - Café Restaurante, sem desprimor para o de Tomate com pataniscas de bacalhau (€12,50), para o Polvo e camarão (€16) e de Espada e camarão (€16).

A partir da seção "Do mar", conte com mais de uma mão cheia de propostas, entre o Polvo à Gruta (€18), o Bacalhau com broa de milho na telha (€16), o Bacalhau fresco panado (€14) e o Espeto de lulas e gambas (€17). A carta prossegue com as "Carnes grelhadas e assadas", onde não falta a Espetada regional em pau de louro (€14) a somar ao Bife Black Angus à Gruta na chapa (€17,50), à Costela suína assada e tostada (€15) e à Picanha grelhada e laminada no rechaud (€22).

Outra das apostas da ementa é a Chiclete de camarão (€16,60), nome associado à preparação deste prato, em que o camarão é salteado e, depois, envolvido em três queijos – creme, mozzarela e parmesão – e leite de coco indo, por fim, a gratinar assemelhando-se, assim, a uma… chiclete.

As indecisões voltam à mesa face à lista de sobremesas. A escolha divide-se entre o Fofinho de maracujá (€4,20), o Tiramisú (€4,50), o Leite-creme (€4,70), o Chocolate à colherada (€4,70), o Crumble de maçã e gelado de baunilha (€4,90), o Brownie (€5,50) e o Requeijão do Santo com doce de abóbora (€5,50).

A fruta, os waffles, os crepes simples ou recheados e os bolos completam esta secção dedicada aos mais gulosos. A Gruta - Café Restaurante (Parque da Cidade, Avenida Sá Carneiro, Funchal. Tel. 291620069), cujo projeto de reabilitação tem a assintaura de António Fernandez Architects, abre todos os dias, entre as 11h00 e as 00h00.

O Boa Cama Boa Mesa viajou para a Madeira com o apoio da TAP Air Portugal.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!