Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

“Essencial a Nu”: Juanjo López junta uma mão cheia de chefes para um jantar inesquecível

mikel ponce

Esta é uma noite que promete ficar na história da gastronomia nacional. Juanjo López, chefe do restaurante La Tasquita de Enfrente, em Madrid, e onde todos os chefes querem ir, vem pela primeira vez cozinhar a Portugal e junta sexta-feira, dia 29 de novembro, na cozinha da Adega Mãe em Torres Vedras, uma mão cheia de chefes que prometem surpreender. Ao lado de Juanjo López vão cozinhar João Rodrigues, do Feitoria, em Lisboa, premiado com uma estrela Michelin e com o Garfo de Platina do Boa Cama Boa Mesa em 2019, João Oliveira do restaurante Vista, na Praia da Rocha, também com uma estrela Michelin e Garfo de Ouro do guia do Expresso e ainda Vasco Coelho Santos do Euskalduna no Porto, também Garfo de Ouro em 2019 Leopoldo Garcia Calhau da lisboeta Taberna do Calhau e ainda João Cura do Almeja, no Porto.



O jantar na Adega Mãe leva o nome de “Essencial a Nu” e tem como filosofia ser o produto quem dita as regras e indica o caminho a seguir. Por isso, pelas mesas vão desfilar ingredientes como os miolos, os míscaros, o fígado, o pombo e o bacalhau. Por volta das 18h30 começa a ser servida a “Enguia Fumada e Pêra”, uma criação de Juanjo López, que sugere, logo a seguir “Salpicón de Camarão”. O “Carabineiro” é da autoria de João Oliveira, a “Lula, Alho Negro e Enchidos” de João Cura.



O chefe espanhol regressa com “Potage de Castanhas”, “Orelha com Salsa Brava” e “Sopa de Cebola, Tosta de Fígado de Bacalhau”. A “Barriga de Atum, Lima e Caviar”, o oitavo momento do jantar “Essencial a Nu” é uma criação de João Rodrigues, seguindo-se os “Cogumelos, Miolos e Castanhas” de Leopoldo Garcia Calhau. Juanjo López leva à mesa o “Pombo Guisado com Couve Fermentada”, Vasco Coelho Santos serve o “Churro” e tudo termina com uma “Falsa Torrija” do chefe convidado.



O jantar “Essencial a Nu” na Adega Mãe (Estrada Municipal 554, Torres Vedras. Tel. 213 861 183) tem um número de lugares limitados, pelo que é obrigatória reserva, e custa €220). O tiro de partida é dado às 18h30, no dia 29 de novembro. É a oportunidade perfeita para conhecer Juanjo López, um defensor do respeito máximo pelo produto e da cozinha de memória, e também um visionário e um pensador do universo gastronómico. Considera que, mais do que tudo, o cliente é, sempre, o mais importante. “Quando chego a um restaurante não quero ver o ego do chefe servido no prato”, diz. A ideia de “rock star” que se criou em torno dos chefes de cozinha não podia ser mais desapropriada. Exatamente porque para ele a estrela não é o chefe, mas sim o cliente. Além da Tasquita de Enfrente, Juanjo Lopéz tem mais dois projetos, o La Cocina de Frente, um espaço que nasce como reflexão daquilo que é o famoso “cocido”. E a La Retasca, uma versão pessoal de uma taberna castiça.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!