Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Filipe Ramalho junta cinco chefes para celebrar cinco anos de Basilii

Ricardo Bernardo

Vai ser uma noite em grande em Monforte. A cozinha do Basilii, restaurante de fine dining do Torre de Palma Wine Hotel, comemora amanhã, dia 23 de novembro, meia década de sucesso. Foi a “casa” de Filipe Ramalho nos últimos cinco anos e um jantar inédito reúne cinco chefes que contribuíram para o seu percurso neste período.

João Pinto (Basilii), Gonçalo Queiroz (Origens, Évora), Michele Marques & Rúben Trindade (Mercearia Gadanha, Estremoz) e Leopoldo Garcia Calhau (Taberna do Calhau, Lisboa) acompanham o chefe alentejano, anfitrião da noite, na criação de um menu especial que dá a conhecer “o melhor de cada um, utilizando os melhores e mais saborosos produtos alentejanos”.

O programa tem início às 19h15 com um “welcome drink”, seguido do jantar com Menu Festivo (€70 por pessoa, bebidas incluídas, reservas obrigatórias) no restaurante Basilii, às 20h00. À mesa chegarão, entre outras criações, a tarte de farinheira de castanha da Dona Octávia com pêra bêbeda, de Filipe Ramalho, e o cação e coentros, da Mercearia Gadanha. A harmonização com vinhos alentejanos está a cargo dos sommeliers Gonçalo Pires (Basilii) e Eugénia Queiroz (Origens, Évora).

Filipe Ramalho realça que “foram cinco anos de aprendizagem, crescimento e realização profissional, com o apoio de grandes chefes e produtores locais que hoje são amigos”. A prática confirma a teoria, o Basilii amadureceu na forma e no conteúdo. A sala foi redecorada e está mais confortável, foi inaugurada uma garrafeira climatizada e entrou para equipa o sommelier Gonçalo Pires, para frutuosos pairings vínicos. Sem esquecer o cuidado da restante equipa de sala, onde se inclui Miguel Gaspar.

O caminho é a desconstrução da experiência de fine dining. Como exemplo, veja-se o menu “ID_entidade”, em que os amuse bouche são servidos em plena adega... Além da tarte de farinheira, prova-se outra novidade, o profiterole recheado com farinheira de sangue, queijo Fortunato e poejo, e ainda a presa de porco preto. Já à mesa, vem o pão de Vaiamonte, os enchidos da Dona Octávia e uma seleção de azeites portugueses.

Amiúde, as atualizações são bem-vindas, como foi o caso do ninho de cogumelos do mercado, agora apresentados em diferentes texturas, e o bacalhau da cénica açorda alentejana – em que o cliente é convidado a fazer o piso no almofariz - é marinado em mosto de Aragonez. Outra novidade é o pargo vermelho de linha, aliado ao elemento “terra” do grão com mão de vaca e a papada de porco preto e nabo.

Logo a seguir, o menu “ID_entidade” traz o clássico Novilho alentejano bêbado, que marinou em mosto de Alicante Bouchet cerca de 12 horas e acompanha com legumes bio e gratin de batata. Antes das sobremesas, ainda tem a oportunidade (nesta época) de provar o Arroz de lebre de caça, com os cogumelos Shiitake, o pó de Boletus e o campestre agrião da Ribeira. Depois, o Arroz-doce e o carrinho de queijos portugueses e do Mercado de Estremoz. Para finalizar há café de filtro, infusões feitas no balão de café e petit fours.

O Torre de Palma Wine Hotel venceu uma Chave de Prata no Guia Boa Cama Boa Mesa, em 2019. A arquitetura é a típica do Alentejo, caiada de branco e com 19 quartos temáticos. A decoração associa o contemporâneo ao tradicional. Conheça os cavalos Puro Sangue Lusitano, usufrua das piscinas, do bar e suba à torre para uma panorâmica deslumbrante sobre a propriedade e a planície alentejana.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!