Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Mago Valdir Lubave promove Festival do Cogumelo Silvestre, em Belmonte

  • 333

O produto da terra e os sabores da região são a premissa da cozinha de Valdir Lubave, chefe do Convento de Belmonte Gourmet, o restaurante da Pousada Convento de Belmonte. O Festival do Cogumelo Silvestre é quase uma tradição nesta unidade hoteleira rodeada pela frondosa Serra da Esperança. É precisamente neste cenário que, todos os domingos, de 20 de outubro a 1 de dezembro, a partir das 10h00, os participantes no Workshop do Cogumelo vão apanhar os boletos durante a visita guiada e orientada pelo chefe.

A ideia é levar grupos de pessoas connosco para a floresta que, depois vão, para a cozinha ‘meter a mão na massa’”, explica Valdir Lubave. O almoço com alguns dos pratos com cogumelos tem lugar na sala do restaurante Convento de Belmonte Gourmet, com a garantia de que todos receberão, no fim, o diploma de participação.

Segundo o chefe, “já foram encontrados, por aqui, 98 espécies diferentes de cogumelos”. Esta variedade imensa permite trabalhar cada espécie de acordo com o prato a confecionar. Ou seja, os de sabor suave são selecionados para o peixe, enquanto os mais fortes no paladar são eleitos para acompanhar a carne. Os cogumelos mais aromáticos passam para a sobremesa.

É com base neste jogo de sabores que é elaborado o menu de degustação do Festival do Cogumelo Silvestre deste ano, servido entre 15 de outubro e 15 de dezembro, ao almoço e ao jantar. Nas entradas, a escolha é feita entre o ‘Mix de cogumelos da floresta ao sautê com espuma de parmesão e gema perfeita’ (€9,20), a ‘Caçarola de boletus no forno com tomates cherry, rúcula e tosta de aromáticos’ (€10), o ‘Vol-au-vent de cogumelos com bouquet de salada e molho balsâmico’ (€9) e a ‘Sopa de perdiz, cogumelos e trufas em crosta folhada de sementes de sésamo’ (€10,20).

Para a lista dos pratos de peixe, foram eleitos o ‘Bacalhau confitado em azeite com compota de tomate e mix da floresta’ (€23), o ‘Cassoulet de peixes e frutos do mar com cantharellus e migas de broa’ (€18,50) e o ‘Ravioli gigante de peixes, frutos do mar e cogumelos agaricus bisporus’ (€19).

Nas sugestões de carne, as opções são o ‘Arroz Malandro de míscaros silvestres e perdiz vermelha’ (€25), a ‘Vitelinha de leite corada com puré de trufas pretas e creme de morchellas’ (€26), o ‘Lombinho de porco preto na grelha, pimenta verde e shitake com gratin de penne rigate’ (€21) e o ‘Hambúrguer de boletus e alheira em pão preto com cheddar, foie-gras e trufas pretas’ (€26).

Guarde-se espaço, ainda, para a sobremesa a ponderar entre a ‘Compota de abacaxi com gelado de boletus e geleia de Vinho do Porto’ (€7,20) e o ‘Estaladiço de castanhas e cantarellus cibarius com gelado de Abade de Priscos’ (€8,20). Termine a refeição com uma aguardente aromatizada com cogumelos silvestres e especiarias (€5).

Além dos pratos deste menu, há que salientar outros, confecionados com o produto rei deste festival, como ‘Os cogumelos da Serra da Esperança em capuccino com espuma de ervas aromáticas do Jardim do Convento’, que consta no menu de degustação do restaurante, o ‘Risotto de cogumelos mistos do bosque’ (€18,50) ou o ’Tagliatelle fresco com creme de boletus edulis e trufas’ (€19,50), ambos da carta.

As inscrições para o Workshop do Cogumelo devem ser efetuadas com uma semana de antecedência e a sua realização depende do número de participantes (mínimo de seis pessoas), bem como das condições climatéricas. Esta iniciativa poderá acontecer, na sequência do mau tempo, na Serra da Estrela (neste caso, os participantes utilizam as suas próprias viaturas). Quanto a valores, estes variam entre os €45, para os hóspedes, e os €50, para quem vem de fora. Todas estas e demais informações, assim como as reservas, podem ser requeridas através do 275910300 ou do email reservas@conventodebelmonte.pt.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!