Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

"Esta Carne Que Eu Amo 2019" 

  • 333

A mesa está posta, as toalhas estendidas e os talheres alinhados com os pratos. Numa qualquer sala de restaurante lisboeta, seja ao almoço ou ao jantar, o bife, o bitoque ou o hambúrguer, são uma das opções mais escolhidas. Portugal sempre teve uma relação afetiva com a carne de vaca e Lisboa pode ser uma das cidades onde esse “amor” pelos bifes tem maior amplitude. Esta semana, e por causa da Lisbon Food Week, que decorre até dia 4 de outubro, a carne volta a estar no centro das atenções. Há muitos locais na cidade de Lisboa onde o “amor” à carne é declarado em cada ementa que passa. Conheça alguns dos mais emblemáticos, neste roteiro do Boa Cama Boa Mesa.



Sala de Corte
As qualidades de Luís Gaspar enquanto chefe de cozinha já não deixam ninguém indiferente. E agora, com nova localização, tem um palco perfeito para apresentar as suas criações, sempre à volta dos prazeres da carne, que trata de forma exímia. O espaço é bonito, elegante e muito mais cosmopolita, destacando-se, logo à entrada, uma maior câmara de maturação, de onde saem os cortes. Um espaço maior e melhores condições são propícias à novidade. Na carta da Sala de Corte (Praça D. Luís I, 7, Lisboa. Tel. 213460030) há agora um T-bone, com o osso a separar o lombo e a vazia, maturada durante 15 dias, e a Rabada Minhota Galega, peça de grandes dimensões, que inclui maminha, picanha, alcatra e pojadouro, servidos a peso. Continuam o entrecôte, o lombo, o Chateaubriand e a vazia. Tem ainda uma janela virada para a rua com uma carta exclusiva de snacks.

Talho da Esquina
O novo restaurante de Vítor Sobral quer dar a conhecer o melhor das carnes produzidas em Portugal e, ao mesmo tempo, apelar a um prazer muito nacional: a grelha, que não se esgota na proteína animal. O coração da oferta do Talho da Esquina (Rua Correia Garção, 15, Lisboa) está na carne bovina, maturada e não maturada, mas também no porco, no borrego, no cordeiro e nas aves. Na ementa, a tradição e a inovação estão presentes, com pratos como Tutano bovino no forno, limão, tomate, pinhões, alecrim e salsa; Focinho de porco grelhado, creme de coentros, cebola avinagrada e azeite de trufa; Entremeada de porco grelhado, creme de alho e vinagrete de tomate assado; Moelas grelhadas, pimentão da horta e piripíri; Asas de galo grelhadas, limão, gengibre e mel; e Rim grelhado com vinagrete de chocolate negro. Preço médio: €30.

Meat Me
É casa em Lisboa das carnes maturadas da Bodega El Capricho, um conceituado restaurante, considerado como o melhor “assador” da Península Ibérica, que é também uma quinta de produção bovina. A partir da escolha do corte e do tempo de maturação, as carnes do Meat Me (Largo Picadeiro 8A, Lisboa. Tel. 213471356) passam para as três grelhas disponíveis: barbecue clássico, parrilla espanhola ou robata. O Josper, com grelha aberta, e a técnica de confecionar cada peça, com o osso separado da carne, a fim de atingir uma temperatura homogénea, é outra (boa) razão para se sentar à mesa. Além das carnes maturadas de El Capricho e do porco preto do Alentejo, outros cortes de excelência, a partir da raça Wagyu, com “linhas genéticas japonesas”, mas com origem no Chile: Maminha e Vazia. Reforçando o objetivo de “desde o primeiro dia ter a capacidade de fazer diferente”, o restaurante dá a conhecer outros pratos menos óbvios, como “Osso assado, cogumelos e pickles de mostarda”, uma entrada fascinante, com o osso aberto para se poder saborear o tutano, e o potente “Tomahawk de porco preto”.



K.O.B. by Olivier
“K.O.B”, são as iniciais de “Knowledge of Beef”, e este foi o primeiro restaurante de carnes maturadas em Portugal, criado pelo chefe Olivier da Costa. Na ementa apresenta bifes nacionais Black Angus, com 35 dias de maturação, e ainda o famoso bife da vazia Wagyu, proveniente do Japão e considerado um dos melhores do mundo. Cada porção tem 200 gramas e à escolha, na carta, há Bife K.O.B (Acém Redondo), Bife da Vazia, Picanha, Secretos de Porco Preto ou Costela Black Angus assada a baixa temperatura. Há três acompanhamentos à disposição, para aproveitar numa sala elegante, idealizada por Ewa Kubik. Os 16 candeeiros, especialmente concebidos para o K.O.B. by Olivier (Rua do Salitre, 169, Lisboa. Tel. 934000949), completam o ambiente tornando-o acolhedor. Preço médio: €30.

Butchers
As máquinas para maturar a carne dão nas vistas, mal se entra na sala do restaurante Butchers (Avenida D. João II, 34 A, Lisboa. Tel. 216052789). Vieram da Alemanha e usam sal dos Himalaias para ajudar no processo. Por serem a carne da moda, pode repetir que há dez versões diferentes para descobrir. Comesse pelo Prego do Butchers, do "Lombo", siga pelo The Beyond Burger e entre nas maturadas, onde a escolha se faz entre Maminha Black Angus, Picanha premium Black Angus, pelo Butchers Steak e pelo New York Steak da Vazia. Há ainda Entrecôte com maturação de 35 dias e o “The Beast” com uma dimensão de entre 800 a 900 gramas para duas pessoas. Preço médio: €30.

O Talho
O Talho (Rua Carlos Testa 1 B, Lisboa. Tel. 213154105) foi o primeiro restaurante de Kiko Martins em Lisboa e junta ao restaurante um talho onde pode escolher o corte que pretende provar na sala ou levar para casa e dar largas à imaginação. Na ementa encontra o já famoso Tártaro d' "O Talho", Lombo de Novilho, Lombo de Porco Preto, o Burguer d' "O Talho" e ainda Picanha do Uruguai, Picanha Wagyu, Entrecôte Maturado e um impressionante Tomahawk Maturado para duas pessoas. Preço médio: €30.

RIB Beef & Wine
A localização, magnifica, na Praça do Comércio, é meio pretexto para entrar na sofisticada sala do RIB Beef & Wine (Praça do Comércio, 31, Lisboa. Tel. 968578962). Depois há a ementa, especializada nas mais frescas e tenras carnes bovinas e enriquecida pela variada oferta de bar. O destaque vai para as carnes maturadas como o Tomahawk Ribeye Steak, o Cowboy Steak ou a Vazia Maturada, além dos internacionais Chateaubriand e Chuletón. Pensado para a partilha, oferece três menus RIB To Share, compostos por seleção de entradas, pratos principais com respetivos molhos e guarnições e sobremesas. Os acompanhamentos variam entre o à Brás de legumes, puré de batata-doce, amêndoa e agrião e Legumes braseados com vinagrete de caril. Preço médio: €40.



Volver de Carne Y Alma
Dança-se o tango uma noite por mês. Um par residente “entra em cena” ao jantar... Fundem-se sabores argentinos e portugueses. Do antigo Quinta dos Frades resiste o obrigatório bife Wellington. No Volver de Carne Y Alma (Rua Luís de Freitas Branco, 5-D, Lisboa. Tel. 217598980) encontra dois cortes do Black Angus argentino (bifes chorizo e ancho), empanadas e o arroz portenho, que finaliza com leite. O menu ajusta-se às estações e inclui o T-Bone e o chuletón de Black Angus americana. Entre no espírito com um vinho argentino e um cocktail com mate ou aji. As sobremesas são assinadas por Joaquim Sousa. Preço médio: €40.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!