Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Os sabores da estação chegaram ao Mesa de Lemos!

  • 333

Para os lados de Silgueiros, nos arredores de Viseu, há novidades frescas de acordo com a estação. O restaurante Mesa de Lemos, Garfo de Ouro do Boa Cama Boa Mesa em 2019, liderado pelo chefe Diogo Rocha, tem uma nova carta de verão, mais fresca e cheia de sabores campestres, onde presta homenagem quer à estação, quer à região, bem como respeita as memórias familiares e ao mesmo tempo dá passos seguros em direção ao futuro que se avizinha promissor.



Para o verão o Mesa de Lemos tem agora dois menus, o Menu de Lemos e o Menu do Chefe, com a possibilidade de servir à carta todos os pratos do Menu do Chefe. Num magnífico cenário, entre as vinhas que enquadram o edifício, no centro da Quinta de Lemos, esta carta é mais uma confirmação do talento deste chefe que assume cada vez mais estar na vanguarda da gastronomia nacional, tornando Viseu num destino gastronómico obrigatório.



Os novos menus do restaurante Mesa de Lemos são, à semelhança dos anteriores, minimalistas na descrição. No Menu de Lemos (€80) encontramos “Da Islândia, O Bacalhau”, “Da Horta Quinta de Lemos, A Cenoura”, um prato inspirado na cozinha da família e numa receita de língua de vaca, feita com bochecha de porco, pickle de cenoura, cenoura fresca e nêsperas. “De Sagres, O Imperador”, “Da Serra do Caramulo, O Cabrito”, grelhado, com pimento assado, batata doce e rabanete, e “De Resende, As Cerejas”.



O Menu do Chef (€105) acrescenta às anteriores propostas “Dos Açores, O Cherne”, e “Da Cova da Beira, O Pêssego”. A filosofia constante nos dois menus é a de dar sabores mais frescos e campestres, bem como destaque aos sabores mais verdes como no tomate, o agrião, o feijão verde e ao imperador, servido com frutos secos, neste caso a avelã, o que já se tornou numa “assinatura” do chefe, ao qual junta tomilho, lavanda e ervilha.



Antes dos menus serem servidos, no restaurante Mesa de Lemos há novos snacks, bem como alguns já clássicos de Diogo Rocha, como o ovo com o bolo levedo e gelado de gema salgada, com um taco e uma tartelete de ovo. O segundo snack é com pastel de massa tenra de espadarte e cebolinho, massada de espadarte, num estaladiço de massa com espadarte curado e “puré de caldeirada” e crocante de milho com espadarte marinado. Como “Amouse Bouche” há tomate verde com gelado, puré e estufado de tomate, água de tomate verde, azeitona e orégãos. Já os “Petit Fours” são uma pequena mostras de doces portugueses, como a pinhoada, o bolo Teixeira, os caramujos, o pudim Abade de Priscos ou as castanhas de ovos.



Com esta nova carta, Diogo Rocha assume estar determinado a alcançar um patamar superior, almejando com convicção atingir o patamar das estrelas. Essa vontade parece estar cada vez mais próxima, sendo apenas uma questão de tempo até a conseguir alcançar. Até lá, o melhor é aproveitar os dias mais longos, contemplar a paisagem e deixar-se surpreender por este restaurante que leva mais longe a região Centro de Portugal.

O restaurante Mesa de Lemos (Quinta de Lemos, Passos de Silgueiros. Tel. 961 158 503) encerra à segunda e terça-feira.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!