Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Restaurante Magma: uma “erupção” gastronómica na ilha do Pico

  • 333

Apareceu de mansinho, sem grandes ondas... De repente, no sossego da Terra Alta, emergiu o Restaurante Magma, que está a ganhar “terreno” na ilha do Pico. Integrado no novo alojamento Lava Homes, já a aceitar hóspedes, este restaurante tem uma localização de sonho no concelho de São Roque do Pico. No meio da vegetação, oferece uma vista imperial sobre o Oceano Atlântico e a vizinha ilha de São Jorge.

Faz sentido que a decoração não se afaste do lugar. Saúda-se, assim, a presença da madeira de criptoméria, importante espécie florestal na paisagem do arquipélago dos Açores. Do basalto, testemunha da herança vulcânica das ilhas. E dos tons neutros das loiças e cadeiras, imitando as cores do musgo, dos rochedos e da natureza. Espreite a loja com alguns produtos regionais e a varanda, de onde também se vislumbram as “casinhas de lava”. É o momento certo para pedir o Caipiquinho, um cocktail feito com limão tangerino, açúcar e aguardente de figo.

À mesa, descubra uma gastronomia com identidade. Não se dispensa o pão com manteiga do Pico, para entrar “no espírito”. Nas entradas, as típicas Sopa rica de peixe e as Gambas fritas com vinho branco (€12), mas também delícias regionais. As Favas das festas (€3), guisadas, com cebola e tomate, são obrigatórias. Bem como o queijo fresco com o molho picante local, o queijo do Pico com mel da ilha e o Pratinho de enchidos tradicionais do Pico.

“Do Mar” chega o Peixe do dia (€15), com arroz de alecrim e salada mista, o Atum selado em azeite, gengibre e molho de soja, e Linguine com camarão. “Das Pastagens” vem a proteína de vaca, sendo o Bife Magma (vazia da ilha €17, lombo €20) um dos pratos com mais saída: é grelhado, regado com um molho que demora oito a dez horas a fazer, à base de natas, Verdelho do Pico, pimentas verdes, e acompanhado de batata doce açoriana às rodelas e salada. Há ainda um bife coberto com queijo fresco, molho de mel de incenso e natas, o Bife à Portuguesa e o Lombo à Parmigiana.

“Da quinta”, sugerem-se o Bife de cebolada (€15) e o Frango citronado (€14), uma receita caseira em que as coxas de frango fritam em azeite, limão, gengibre e salsa e servem com arroz de alecrim e salada. Contemplam-se pratos a pensar nas crianças e opções vegetarianas, como um salteado de vegetais, Salada especial de verão, quiche e Salada de feijão. A carta de vinhos do restaurante Magma inclui referências do Pico (brancos e rosés), além de várias opções continentais.

A lista de sobremesas do Restaurante Magma (Travessa do Outeiro das Eiras, 2-A, Terra Alta, Santo Amaro, S. Roque do Pico, Pico; Tel. 292241200; Encerra à terça-feira) inclui “bombas” como o Doce Magma (bolo de chocolate regado com calda de brigadeiro e o “brinde” do gelado), a excelente Torta de limão tangerino, uma receita local, Quindin, Mousse de lima e o conventual Arcanjo de Canela. Há ainda gelados à bola, ananás de S. Miguel e a saudável salada de frutas.

O Boa Cama Boa Mesa viajou para os Açores com o apoio da TAP Air Portugal.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!