Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Solar do Forcado: o templo alentejano das carnes de touro

  • 333

As fotografias, os retratos e os documentos emoldurados não deixam margem para dúvidas: esta é a casa de um forcado. Fundada em 1985 por Lourenço e Joana Mourato fora, primeiro, uma taberna dedicada às tertúlias, os petiscos e aos copos. No início do século XXI imperou a remodelação do espaço, elevando-o a categoria de restaurante. Ou seja, a partir de 2001, o protagonismo passou para o lado da cozinha de inspiração tradicional e o espaço foi ficando, gradualmente, nas mãos do filho do casal, Luís Mourato, também ele pertencente ao Grupo de Forcados de Portalegre.

O espaço pequeno, com apenas 30 lugares, revela-se intimista e acolhedor, além de que é inteiramente destinado a quem tanto aprecia carne, sobretudo de touro. Mas já lá iremos, até porque, ao pegar na carta, é feito o convite para escolher as entradas, com um "Se faz favor de entrar…"

Apesar da curta lista de sugestões, é unânime a escolha da Lata de toucinho frito (€3,50) e do Presunto Pata Negra (€6,20) entre os clientes habituais do Solar do Forcado, onde “cada refeição é para ser desfrutada, mesmo à sexta-feira e ao sábado, quando temos casa cheia e as mesas não rodam duas vezes”, assegura o proprietário.

Cabeça de xara (€3), Cogumelos Shiitake salteados em azeite e alho (€4,50), Cacholeira (enchido tradicional de Portalegre) assado com carpaccio de abacaxi (€6,50), Pastéis de alheira com mostarda de pimento e piquilho (€6,80) e Festival de queijos (€9) também fazem parte desta secção, bem como o Queijo fresco com orégãos e azeite (€2,90), o Queijo curado (€3,40) e o Queijo assado com orégãos e azeite (€4,50).

"Com ovos…" são feitas, por sua vez, a Omelete de cogumelos silvestres (€5,50), a Omelete de presunto (€6,20) e as Batatas tapadas (€7,90), prato composto por batata frita, presunto e ovos estrelados. Já nas sopas, o destaque vai para a típica Açorda alentejana (€2,50).

O pessoal da cozinha do restaurante Solar do Forcado assume-se, entretanto, na carta: ‘Somos especialistas em…’ Rins de porco preto (€9), Espetada de touro bravo (€10,50), com maturação entre de a 12 dias, e Lacão assado no forno com arroz de cogumelos silvestres (€12,50). Estes são apenas três das especialidade mais requisitadas nesta casa, às quais se juntam o Lombelo de touro bravo, com maturação entre de a 12 dias (€11,50) e o Lombo de Veado ao alhinho (€14), além do Bacalhau confitado em azeite (€12). Os grandes apreciadores de porco preto podem escolher, ainda, entre as Presinhas (€9,90), as Tiritas (€9,90), as Plumas (€11,90) e o Lombete (€11).

"Para um final feliz…", a equipa do Solar do Forcado decidiu dividir os doces ‘Da nossa cozinha…’ daqueles cuja origem é ‘Dos nossos conventos…’ Na primeira coluna constam o Vaso de mousse de chocolate 64% (€3,30), a Baba de camelo (€3,30), o Suspiro de chocolate com gelado de morango (€3,50) e o Pudim de mel e azeite (€12,50), feito com base na receita de Portalegre. Do conjunto de sobremesas provenientes das comunidades religiosas são muitos os curiosos e gulosos a solicitar os Fartes de Portalegre (€3,40), feitos com açucar, amêndoa, gemas e gila e embrulhados em hóstia, apesar de haver quem não dispense a típica Sericaia com ameixa d’Elvas (€3,30) nem o Fidalgo de Évora (€3,40),

No restaurante Solar do Forcado (Rua Cândido dos Reis, 14, Portalegre. Tel. 245330866) impera a reserva para sexta-feira e sábado, assim como o serviço eficaz e cortês. O horário da cozinha é das 12h30 às 15h00 e das 19h30 às 22h00, de segunda-feira a sábado (só jantar).

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!