Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Tertúlia da Quinta: onde a cozinha elogia o antigo receituário ribatejano

  • 333

A paixão pelo vinho, principalmente pelas referências vínicas da região do Tejo, levou o proprietário, Sérgio Rodrigues, a abrir, em 1998, a garrafeira Quinta de Sant’Ana, em Almeirim. Os petiscos, aliados ao apreço pela cozinha típica do Ribatejo tornaram-se, a pouco e pouco, imperativos contribuindo, mais tarde, para o alargamento do edifício construído de raiz que, a 17 de Fevereiro de 2005, é dado a conhecer à cidade como Tertúlia da Quinta.

O restaurante Tertúlia da Quinta é, desde o primeiro dia, uma montra da gastronomia ribatejana centrada, sobretudo, nos produtos regionais. “A cozinha do restaurante está cheia de memórias antigas de Almeirim”, diz Sérgio Rodrigues, mas também de recordações da avó e do saber-fazer da mãe, “uma gastrónoma detentora de um receituário muito antigo”. Portanto, não é por acaso que a Sopa da Pedra (a partir de €3,65) seja o prato mais emblemático deste restaurante de Almeirim cuja confeção inclui carne de porco, enchidos, feijão, batata, cenoura e um ramo de coentros.

Para começar, a lista apresenta oito sugestões de queijos para todos os gostos. Há Queijo na frigideira com orégãos e pimentinhas(€3,90), Queijo na frigideira recheado com passas e amêndoas (€3,95), Queijo fresco ao natural (€3,10), Queijo fresco com aromas de mel (€3,40), Queijo fresco com tomate e orégãos (€3,30), Queijo “queijaria São” com tostas de broa de milho (€4), Queijo curado de vaca e cabra ao natural (€3,30) e Queijo curado de ovelha da Agrária ao natural (€3,40).

Aos que preferem cogumelos, a cozinha recomenda ‘à Guilho’ (€4,50), em vara entremeados com enchidos (€4,50) e em carne de touro(€4,70).

Mas as entradas não ficam por aqui. Há toda uma panóplia de petiscos a solicitar para entreter o palato antes da chegada do prato principal à mesa. Entre as 19 propostas, destacam-se as Ovas de peixe deliciosas (€3,20), as Salada de grão com bacalhau (€2,50), a Orelha de porco de coentrada (€2,35), a Mista de enchidos da Sopa da pedra com aguardente (€2,90), a Morcela na frigideira com aguardente(€2,85) ou as Tripas de porco grelhadas (€9).

As excelências do Tertúlia da Quinta devolvem a incidência na cozinha regional, com o Touro assado no forno (a partir de €9,85), feito em vinha d’alhos e assado como manda a tradição, ou não fosse esta carne “o mais conhecido a seguir à Sopa da pedra”, afirma Sérgio Rodrigues. A lista prossegue com o Alguidar da matança com migas (a partir de €8), os Molhinhos de carneiro guisados com grão (a partir de €7), os Bifinhos de perú com molho do chefe (a partir de €8,25) ou a Alheira de caça à Tertúlia (€9,50). É de acrescentar, ainda, a Cataplana terra e mar (€13,80) ou a Cataplana aromas de mar (€13,80).

Se preferir a grelha, Sérgio Rodrigues recomenda o Bacalhau assado (a partir de €10,50) ou o Choco grelhado (a partir de €9,95), ambos servidos com migas e batatinhas , o Robalo grelhado com ervas aromáticas e migas (€10,60) e Espetadas de lulas com gambas(€12,95), na secção dos pratos de peixe. Na carne, fique pelos Medalhões de porco preto grelhados (a partir de €9,50) ou pelos Lagartinhos de porco preto com migas (a partir de €9,50), a Picanha à Tertúlia (€12,95) ou a Grelhada mista com arroz de feijoca (a partir de €7,95) sendo, esta última, uma “designação muito utilizada pelas pessoas antigas para o feijão catarino”, esclarece o proprietário do Tertúlia da Quinta.

Nas especialidades de novilho há sete variedades de bife, além da especialidade de sábado e domingo, a qual, apesar de ter ficado para o fim, é uma das mais requisitadas: Borrego no forno d’avó (€13,85). “Uma receita de família feita em vinha d’alhos, mas que leva vinho branco em vez do tinto, como se faz com a carne de touro assado no forno”, informa Sérgio Rodrigues.

Depois de uma carta tão vasta, resta guardar espaço para a sobremesa. “O doce que mais vendemos é mesmo um com receita original nossa, o Doce Tertúlia (€3,20) feito a partir de pão, gema de ovo, açúcar, canela e amêndoa”, remata o proprietário.

Atente à carta vínica com informação pedagógica sobre o mais de cem vinhos predominantemente da região do Tejo. “Como não gosto da designação de ‘vinho da casa’” faz questão de enaltecer a referência produzida em conjunto com a Adega Cooperativa de Almeirim.

O restaurante Tertúlia da Quinta (Largo da Praça de Touros, 37A, Almeirim. Tel. 243593008), constituído por duas salas, está de portas abertas de terça-feira a domingo, das 12h00 às 15h00 e as 19h00 às 22h00.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!