Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Peixe em Lisboa: Quem vem lá?

  • 333

Peixe em Lisboa

Divulgação

O Peixe em Lisboa já tem data marcada. Este ano, o festival volta a assentar arraiais no Pavilhão Carlos Lopes, de 4 a 14 de abril, com a estreia de quatro restaurantes nacionais e cinco chefes internacionais. Os espaços foram também reorganizados no pavilhão para dar ânimo ao lugar. E mantendo a reputação das edições passadas, o festival mantém a presença de grandes chefes internacionais.

Entre os dez restaurantes da região de Lisboa que marcam presença todos os dias, do meio-dia à meia-noite, com ementas à base do peixe e do marisco, a preços que variam entre os €4 e os €10, estreia-se Marlene Vieira, à frente do espaço com o seu nome, do restaurante Panorâmico by Marlene Vieira, em Oeiras. Com casa no Guincho, aparecem duas novidades no festival – os restaurantes Monte Mar, do chefe Nuno Rebelo, e o vizinho Porto de Santa Maria, liderado por Miguel Laffan. Por fim, chega Gonçalo Costa, que deixa de lado por uns dias a cozinha do Tágide, um velho conhecido do Chiado, para participar no evento.

Fazendo questão de repetir a experiência, surgem o Arola, do Hotel Penha Longa, em Sintra; o Kanazawa, do chefe Paulo Morais, que tem uma cozinha de sabores orientais; o Ibo, do chefe João Pedro Pedrosa, com uma ementa inspirada na gastronomia africana; a Casa do Bacalhau, do chefe João Bandeira, vencedor do Concurso da Patanisca no ano passado; e ainda o Ritz Four Seasons, com o chefe Pascal Maynard, conhecido pelos visitantes do Festival Peixe em Lisboa pelas sobremesas que costuma servir.
Este ano, há uma nova entrada para o festival virada para o jardim, o auditório muda de lugar, para a zona central do pavilhão, de forma a manter um fluxo constante de visitantes, e a esplanada ganha uma localização diferente, agora mais protegida do vento.

É neste novo ambiente, com uma decoração distinta, que se juntam cinco chefes internacionais. O belga Gert De Mangeleer, um chefe que alcançou três estrelas Michelin no restaurante Hertog Jan, em Bruges, estará presente no dia 5 de abril. Segue-se o italiano Marco Stabile, do restaurante Ora D’Aria, em Florença, no dia 7 de abril, que traz pela primeira vez a cozinha toscana ao festival. O painel inclui ainda o holandês Michel Van der Kroft, com duas estrelas Michelin, à frente do restaurante ‘t Nonnetje, na Holanda, e o russo Evgeny Vikentev, do restaurante Wine Cabinet, em São Petersburgo, agora a chefiar o novo Cell, em Berlim, que estarão presentes nos dias 8 e 9 de abril, respetivamente. Já Oriol Castro, espanhol com duas estrelas Michelin, que estará presente no dia 12 de abril, é um dos chefes mais vanguardistas da atualidade e uma das presenças mais aguardadas do festival.

O Festival Peixe em Lisboa conta também com a presença de alguns dos mais reconhecidos chefes portugueses distinguidos com estrelas Michelin, tais como Henrique Sá Pessoa, Pedro Almeida, António Loureiro, Louis Anjos e ainda Alexandre Silva.
Como já é habitual, decorre o Concurso de Pataniscas, dia 8 de abril, e o Melhor Pastel de Nata, a 10 de Abril. A destacar ainda as sessões da Ciência Viva dedicadas a receitas de peixe de aquacultura, um debate com pequenos produtores e uma sessão com as nutricionistas Ágata Roquette, Lilian Barros e Mariana Abecassis.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!