Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

A Revolta do Bacalhau: Conheça as receitas, os chefes e os restaurantes vencedores

  • 333

Reconhecer a criatividade e qualidade de chefes e restaurantes portugueses, com o objetivo de apurar a melhor receita de Bacalhau Salgado Seco da Noruega. É a proposta, pelo 14º ano consecutivo, da “Revolta do Bacalhau”, concurso promovido pelo Recheio Cash&Carr e pelo NSC - Conselho Norueguês da Pesca, que ontem conheceu os vencedores desta edição, avaliados por um júri constituído pelos chefes Hélder Diogo, António Nobre, João Oliveira, Vítor Matos e Vasco Coelho Santos, sob a liderança de Hélio Loureiro.

Na categoria de Receitas Para Profissionais, o chefe Luís Moleiro, do Altis Belém Hotel & Spa, arrecadou o primeiro lugar com o prato Bacalhau salgado seco da Noruega e a sua desfeita.

O chefe João Matos, do Vinum Restaurante & Wine Bar, em Vila Nova de Gaia, apostou num Bacalhau salgado seco da Noruega confitado, acompanhado de Gnochi de castanha, Girolle e Estufado de Sames, que lhe valeu o 2º lugar da classificação.

O 3º premiado da categoria, o chefe Francisco Miranda, do Ritz Four Seasons Hotel Lisboa, confecionou Bacalhau salgado seco da Noruega com uma Terrina de Porco e Gema de Ovo Curada.

Na categoria de Receitas de Estudantes, venceu Bernardo Calvo, da Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra.

Durante a grande final do concurso gastronómico A Revolta do Bacalhau foram também atribuídos os Diploma de Ouro e Diploma de Prata aos 30 melhores Restaurantes a concurso, uma categoria que foi ganha pelo Café Central, em Coimbra. Pode consultar a listagem de restaurantes que concorrem à ediçao 2018 do concurso gastronómico A Revolta do Bacalhau.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram