Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Com o Natal à porta, conheça 10 restaurantes onde o bacalhau é rei e senhor

Divulgação

De norte a sul, o bacalhau é, provavelmente, o ingrediente de maior expansão e utilização, integrando praticamente todo o receituário regional. Oriundo dos mares frios do norte da Europa, a forma de conservação potenciou a introdução nos receituários, com a certeza de que existem, seguramente, mais de mil e uma receitas de bacalhau servidas nos restaurantes nacionais. Antes da Consoada e com o mapa na mão, siga a rota dos restaurantes em que o “fiel amigo” é razão de romaria. São 10, mas poderiam ser muitos mais…

O Victor
Foi o bacalhau que tornou o restaurante O Victor conhecido desde 1971. Por causa do “fiel amigo” são muitos, aqueles que percorrem, muitas vezes, centenas de quilómetros. As magníficas postas de bacalhau são assadas na brasa e servem-se com batata a murro. Para preparar a refeição conte com Bolinhos de bacalhau com feijão-frade. O restaurante tem vista para o Vale do Cávado e quatro espaços distintos, que tentam preservar o ambiente rústico original. Com 80 anos, Victor Peixoto, de andar resoluto e simpatia a multiplicar, é uma instituição em São João de Rei. A garrafeira também marca pontos. Preço médio: €25
São João de Rei. Póvoa de Lanhoso. Tel. 253909100

O Fuso
Pode dizer-se que o substantivo que melhor assenta a este restaurante é generosidade, que remete para a qualidade do que é magnânimo. É assim que se descreve o tamanho das postas de bacalhau que, garantidamente, dão para três pessoas. A posta nunca tem menos de um quilo e vai para a grelha levemente polvilhada com sal. O bacalhau assado serve-se à posta ou à dose. O restaurante O Fuso está decorado com motivos agrícolas e nasceu num antigo lagar de vinho. Principalmente ao fim de semana conte com longas filas de espera. Preço médio: €25
Rua Cândido dos Reis 94, Arruda dos Vinhos. Tel. 263975121

Tia Alice
A antiguidade é um posto e a tradição, no Tia Alice, ainda é o que era. Por isso o bacalhau gratinado (normal ou com camarão) é o prato que todos pedem. Receita antiga, raramente falha, tal é a rotina na confeção, com o “fiel amigo” de qualidade a garantir o sucesso. A sala, na cave, tem um ambiente rústico, mas muito acolhedor, com paredes de pedra e traves de madeira no teto. O linho macio e bonito dos atoalhados e guardanapos são os primeiros sinais do requinte instituído. Acrescentem-se as louças pintadas à mão e, claro, as receitas de Alice Marto, que levam o mais comum dos mortais a ficar muito perto do céu. Preço médio: €35 Rua do Adro, 152, Fátima. Tel. 249531737

Cruz Sobral
A chamada cidade dos Arcebispos poderia, também, muito bem ser, a cidade do bacalhau, com o fiel amigo a ser, preferencialmente, numa mesma receita com vários batismos e alguns preciosismos da cozinha: à Minhota, à Braga ou à Narcisa. Em resumo trata-se de servir o bacalhau frito com cebola por cima, acompanhado de batatas fritas às rodelas. Acrescente-se que o Cruz Sobral é um restaurante com 92 anos! Ao profissionalismo junta-se o ambiente rústico, em pedra, uma vasta garrafeira e um excelente pudim Abade de Priscos. Preço médio: €25
Campo das Hortas, 7-8, Braga. Tel. 253616648

Salpoente
O Salpoente um dos restaurantes mais bonitos da região e nasceu da reconversão de dois antigos armazéns de sal. A sala, elegante e sofisticada, anda “de braço dado” com o serviço cuidado. O bacalhau, nas suas diversas abordagens, é o principal foco. Apresenta-se, por exemplo, na açorda de ovas de bacalhau ou na versão contemporânea do bacalhau e dos sames. Ao leme da cozinha está o criativo chefe Duarte Eira, que leva as ementas a bom porto. O vento sopra a favor da região e o Salpoente recorre ainda e cada vez mais ao que sai da ria de Aveiro: as ostras, o lingueirão, as amêijoas e as algas. Preço médio: €35
Canal de São Roque, 83, Aveiro. Tel. 234382674

D’Bacalhau
Já este ano, o restaurante, localizado no Parque das Nações, ganhou o Concurso da Patanisca de Lisboa, organizado no âmbito do Peixe em Lisboa. Avaliadas em função do “Aspeto”, do “Sabor e consistência do interior”, do “Equilíbrio entre os ingredientes”, da “Ausência de gorduras excessivas” e do “Sabor global”, as pataniscas confecionadas pela cozinha do restaurante “D’Bacalhau” receberam a votação máxima dos jurados. Na casa encontra muitas receitas do “fiel amigo”, da Sopa de bacalhau com ovo escalfado, passando pelo bacalhau com natas ou à Gomes de Sá, e terminando no Risotto de bacalhau com cogumelos selvagens. Preço médio: €20
Rua da Pimenta 45 - Zona Ribeirinha Norte, Lisboa. Tel. 218941269

Restaurante Santa Luzia Hotel
Foi aqui, ainda na cozinha da antiga Pousada de Elvas, que nasceu um dos pratos mais emblemáticos da região: o famoso Bacalhau dourado, que muitos confundem com a versão à Brás, mas que, no caso, dispensa o ovo, a salsa e a azeitona. É servido com pompa e circunstância e geralmente serve de entrada às bochechas de porco preto mais tenras da cidade. A sala elegante do Restaurante Santa Luzia Hotel e serviço exemplar complementam a experiência. Preço médio: €20
Santa Luzia Hotel, Avenida de Badajoz, Elvas. Tel. 268637470

Dóri
Uma evolução notável desde os velhos tempos do Dóri, numa outra localização da chamada Costa Nova. Hoje, é um restaurante contemporâneo, com uma garrafeira em crescendo de qualidade. A cozinha mantém-se inalterada, a tratar muito bem os peixes (arrozes e massadas) e mariscos frescos. O bacalhau é uma das atrações maiores, destacando-se as línguas fritas com arroz de feijão e a feijoada de sames, entre muitas outras opções do “fiel amigo”. Pereço médio: €30
Rua das Companhas, 2, Gafanha da Encarnação, Ílhavo. Tel. 234369017

Sol Dourado
Desfia-se o bacalhau e depois de envolvido num refogado de cebola, com batatas fritas, molho bechamel e natas, leva-se ao forno a alourar. Assim, nasce o famoso Bacalhau com natas deste agradável restaurante lisboeta, na zona dos Restauradores. No Sol Dourado prepara-se uma receita própria deste prato, com elogios que o referem como o melhor do país. Conte com mais cinco receitas de bacalhau, e uma salada, a preços convidativos. Preço médio: €20
Rua Jardim do Regedor, 21, Lisboa. Tel. 213 472 570

Abadia do Porto
A receita original diz que o bacalhau, em pequenas lascas, seja amaciado em leite. Depois é cozinhado com azeite, alho e cebola. Foi criado no Porto por José Luís Gomes de Sá, nascido em 1851. O restaurante Abadia do Porto reclama a essência da confeção, uma vez que o Bacalhau à Gomes de Sá terá sido criado ali perto. Na ementa deste espaço conte ainda com pataniscas e várias receitas de bacalhau, como à Lagareiro e à Zé do Pipo. Com quase 80 anos de serviço, por aqui já passaram ilustres comensais como Francisco Sá Carneiro, Aníbal Cavaco Silva, José Saramago e Sophia Loren. Preço médio: €25
Rua do Ateneu Comercial do Porto, 22-24, Porto. Tel. 222008757

Este artigo foi originalmente publicado na edição do Expresso Diário de dia 6 de dezembro 2018.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!