Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

José Avillez leva Cantina Peruana para o Cais do Sodré... e tem novos pratos!

  • 333

Se o almoço na Cantina Peruana estivesse marcado para o início de setembro, o caminho até à Rua Nova da Trindade não seria difícil. Sabemos as direções para o Bairro do Avillez (quase) de olhos fechados. Mas desta vez, o chefe José Avillez e o chefe Diego Muñoz trocaram-nos as voltas e fizemos o inesperado: marcamos Cantina Peruana no GPS e deixamos que o telemóvel nos indicasse a morada. É na Rua de São Paulo, na 32ª porta, e apresenta-se com um novo espaço e novidades na ementa.

Do lado esquerdo, está o balcão do Pisco Bar Lisboa com acesso para a rua, onde é possível provar um cocktail peruano, sem ser obrigatório entrar no restaurante e pedir uma refeição. Do lado direito, as portas altas de vidro garantem a entrada para a Cantina Peruana. O Boa Cama Boa Mesa arriscou-se na segunda opção e pediu mesa para almoço.

Foi uma das primeiras refeições que este restaurante serviu na nova casa, no dia da estreia ao público, já que abre às 12h30 e nós entramos às 13h00. Os pratos são saborosos e o atendimento é, como já nos habituou o grupo, de excelência. A sala é ampla, a quantidade de mesas garante o sossego nas horas mais concorridas e a decoração é simples e acolhedora.

A ementa mantém alguns pratos e acrescenta outros, como o delicioso Tiradito nikkei (€13) com lâminas finas de atum, leite tigre nikkel, rábano branco e sésamo, Papas anticucheras (€5) com batatas fritas com pele, criolla, ovos e pistácio e Saltada de mar (€18,50) com cubos de corvina, vieiras, gambas, lulas e amêijoa salteadas com portobellos, molho de ostra e gengibre.

As doses estão mais generosas, para reforçar o conceito de partilha à mesa, e, consequentemente, os preços também sofreram ajustes. De resto, no restaurante Cantina Peruana pode encontrar algumas das receitas habituais, como Ceviche cremoso de mariscos y palta (€19,50), Anticucho de cerdo nikkei (€8), Chicharrón de calamar (€18) e Lomo Saltado (€19,50).

Para terminar a refeição, também há novas sugestões para provar, como Merengado de chirimoya (€7,50), Papaya (€5,50), servida com leite de tigre de manga, lâminas de ají limo e rebentos de coentros, e Sorbete de lima (€5,50).

No Pisco Bar, os cocktails peruanos dividem-se entre “Los Sours”, os mais tradicionais e afamados do Perú, “Los Chilcanos”, frescos, com pisco e gengibre, e “Los Exploradores”. As novidades na carta são Chilcano Verano (€11) com pisco, gengibre e vinho tinto, Chilcano Amazonía (€14,50) com gin, manga e gengibre e Pisco Calle San Pablo (€12) com kiwi e ají amarelo.

O restaurante resulta de uma parceria entre o chefe Diego Muñoz e o grupo Avillez. A ementa foi desenhada pelo primeiro, com consultadoria do chefe português. Já o espaço é da autoria de Vanessa Vila, arquiteta de interiores peruana, que decidiu conjugar as cores leves com madeira clara. O chão com um padrão azul e branco combina na perfeição com as cadeiras azuis e cinzentas claras das mesas. Os espelhos retangulares, pendurados nas paredes, por cima das mesas e ligeiramente inclinados para baixo, encarregam-se de ampliar o jogo de luzes garantido pelas diferentes tipologias de candeeiros presentes no restaurante.

Antes de terminar, e em jeito de reflexão do ano de 2018, para que ninguém se perca nas inaugurações do grupo e nos prémios do Melhor Cozinheiro do Mundo, talvez seja benéfico dar uma volta pela memória. Ora bem, o registo do ano começou em grande com a entrega do Grand Prix de l’Art de Cuisine, a José Avillez, ou por outras palavras, o Óscar da Gastronomia Mundial. Quase dois meses depois, no final de março, o chefe é reconhecido com o prémio de Chef do Ano – Boa Cama Boa Mesa 2018. Entre estes dois galardões, a Pitaria, no Bairro Alto, e a Cantina Zé Avillez, no Campo das Cebolas, nascem para satisfazer os desejos dos lisboetas, sobretudo ao almoço, e de preferência com refeições rápidas. Em maio, o grupo Avillez decide aventurar-se por terras nunca antes exploradas e abre mais um Cantinho, no Parque das Nações, na Rua Bojador. Depois do primeiro mês de verão, as temperaturas ainda não tinham subido, mas o Mini Bar já aquecia o centro da cidade do Porto. Por agora, ficamos com a alteração da morada, do espaço, e não só, na Cantina Peruana (Rua de São Paulo, 32, Lisboa. Tel. 215842002), mas com a certeza absoluta de que há notícias por vir, já que o grupo Avillez adquiriu alguns espaços em Alcântara.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!