Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Cama

Boticas Hotel Art & Spa: Entre arte e natureza um lugar onde o tempo passa devagar

Ricardo Gonçalves

Para chegar a Boticas o caminho envolve obrigatoriamente paisagens verdejantes e estradas secundárias. A vila é resguardada por montanhas que a abraçam, qualquer que seja a direção para onde o olhar se encaminha. Há verde e castanho outonal até onde a vista alcança e a sensação de que aqui o tempo passa mais devagar.

Neste cenário, o centro da vila reserva uma surpresa: dois edifícios, lado a lado, cortam com a paisagem bucólica através dos seus traços vincadamente contemporâneos. Um é o Boticas Hotel Art & Spa; outro, o Centro de Artes Nadir Afonso. Entre ambos, a ligação direta existe fisicamente mas principalmente no conceito: homenageiam a obra do mestre que é transversal a espaços comuns e privados.

Com 44 quartos, dos quais dois são suítes (desde €70), o espaço privilegia o ferro e a madeira, mas os elementos mais marcantes são mesmo as obras de Nadir Afonso que, em tapeçarias e quadros, mas também livros e fotografias que retratam a obra do pintor contemporâneo, decoram todo o hotel, funcionando como janelas para a arte que nos leva a viajar mais longe.

A arquitetura arrojada esconde um hotel pensado para fazer a ligação entre a veia artística da vila e a natureza sublime que este enquadramento tem para oferecer. Tal como para a pintura é essencial a luz, também aqui é marcante, inundando, mesmo num dia de inverno, zonas comuns e quartos. Grandes janelas espreitam a todo o momento para a pacata vila e as montanhas circundantes.

A espaçosa receção é marcada pela escadaria em caracol, um elemento emblemático e que dá o mote ao arrojo da arquitetura do hotel, com assinatura do filho de Nadir. É também aqui que fica a aconchegante lareira, convidando ao recolhimento.

Ainda no piso térreo, o pequeno Spa oferece piscina interior, sauna, banho turco, e, numa região pródiga em águas termais, também duche Vichy e escocês, a par de tratamentos variados como a Massagem de Relaxamento que usa óleo de amêndoas doces com extratos de limonete.

É também aqui que se situa o restaurante onde, além de provar os ingredientes locais vestidos de renovada roupagem, pode aderir à recente experiência proporcionada pelo hotel que oferece a possibilidade de confecionar o seu próprio jantar ajudado pelo chef David que promete desvendar, durante o workshop, alguns segredos da cozinha local.

Ao lado, o recatado terraço convida a aproveitar dias solarengos. O tempo quente é também o favorito para relaxar na piscina exterior, no topo do edifício, que se anima de dia e principalmente ao fim da tarde, com bar de apoio e sunsets regulares. O hotel conta ainda com um recanto dedicado às brincadeiras dos mais pequenos e sempre que se justifica há animação própria dedicada às crianças.

Obrigatória numa estadia no Boticas Hotel Art & Spa (Rua Gomes Monteiro 5, Boticas. Tel. 276414330) é ainda uma visita ao Centro de Artes Nadir Afonso onde pode apreciar a genialidade do artista natural de Chaves. Arquiteto de formação, trabalhou com grandes nomes como Oscar Niemeyer e Le Corbusier até se dedicar em exclusivo à pintura, que aprofundou em Paris. As exposições variam estando atualmente patente uma das suas mais destacadas séries, dedicada às Cidades do Mundo, sob a ótica colorida e geométrica de Nadir que nos faz viajar ainda mais sem sair da vila transmontana.



Os dois edifícios têm ligação direta entre si e a sua arquitetura contemporânea confunde-se. Num local onde a criatividade impera, até a garagem, com paredes em pedra, encerra também uma particularidade: faltam algumas pedras dando origem a uma parede arejada e diferente.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!