Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Cama

Glamping. Novidades de verão na arte de acampar com glamour

  • 333

Tipis e yurts parecem palavras em língua esquimó. Tendas safari e casas na árvore transmitem uma ideia de férias alternativas e longínquas. Na realidade são formas de glamping. Usualmente conhecido como acampamento de luxo, pode ser bem mais do que isso e significar afastar-se das atividades turísticas mais superficiais, ter uma experiência imersiva na natureza, sair da zona de conforto e ficar alojado em locais de arquitetura inusitada, com vista para paisagens idílicas. Siga a rota Boa Cama Boa Mesa e conheça algumas das mais recentes unidades de glamping em Portugal.



Rêve Étoilé
“Luna”, “Estrella” e “Sky” são os nomes das tendas deste glamping, uma espécie de bolhas em que nos deitamos para ver o céu estrelado como nunca o vimos. Terraço e jacuzzi privados para cada tenda (a partir de €98) e uma garrafa de vinho de oferta, o que mais se pode desejar? Neste caso, o céu não é sinónimo de limite, mas de infinito. Os casais são quem mais prefere “Rêve Étoilé” (“Sonho de Estrelas”, em português). Acessíveis a todos estão uma piscina, um lounge bar com cozinha equipada e ainda uma banheira de hidromassagem. Abriu em maio de 2019 e fica situado a pouca distância da Herdade da Gâmbia e a 15 km do centro de Setúbal. Rua do Monte dos Cucos, 9, Vale de Judeus, Setúbal. Tel. 965765026

Corkshack Marvão Ecolodges
Glamping perfeito para quem quer ficar mesmo “juntinho”. No concelho de Marvão é possível, desde o passado mês de junho, dormir em pequenas casas redondas, com inspiração na longínqua Idade do Ferro. As Corkshack Marvão Ecolodges são feitas de pedra seca, não têm fundações e foram erguidas numa superfície plana de granito. Os telhados de colmo cónicos, feitos a partir de vigas de madeira estão cobertos de palha. Foram reconstruídas sempre que possível usando materiais ecológicos locais e estão equipados com energia renovável. Incluem todas um terraço privado que permite relaxar, apanhar sol e fazer churrascos. A piscina é de cloro amigo do ambiente e rodeada de sombras das numerosas árvores de fruto. Obriga a uma estadia mínima de três noites (a partir de €85). Estrada da Casa Nova 9, Escusa, São Salvador da Aramenha. Tel. 937980013



Vale Paraíso
Um glamping pensado para as famílias, que integra 37 tendas totalmente equipadas (desde €140), a grande maioria com possibilidade de albergar, entre cinco e sete pessoas. Na Nazaré, em pleno Parque Nacional de Leiria, a maior reserva ecológica de pinhal da Península Ibérica, o Vale Paraíso apresenta-se como uma opção para os amantes de surf e aventura. As tendas contam com terraço próprio e decoração inspirada na natureza. Atividades não faltam neste glamping, que começou a funcionar na última semana, com as crianças poderem dedicar-se a trabalhos manuais e ao surf, enquanto os adultos exploram as aulas de dança, o aquagym e os espetáculos noturnos. EN 242, km 31,5, Nazaré. Tel. 262561800

Casa da Árvore - Vale da Silva Villas
Na verdade, esta é já a segunda Casa da Árvore (a partir de €70) construída no Vale da Silva Villas, no concelho de Albergaria-a-Velha. A primeira, muito mais rudimentar e artesanal foi edificada pelo marido de Isabel Costa e pelos quatro filhos. Como a estrutura era suportada por duas árvores, numa noite de intempérie uma cedeu e danificou a casa. Considerando que já não era segura, resolveram construir a segunda casa, muito maior, mais cómoda, com água canalizada, luz, algum mobiliário e suportada por um castanheiro centenário. As crianças cresceram e a casa ficou desabitada. No interior existe apenas uma cama de casal, mas como os pedidos para receber crianças são muitos, há dois colchões debaixo da cama para acomodar os mais novos. O tronco do castanheiro cresce a cada dia que passa, mas, confesse, que no imaginário de todos, uma casa na árvore a sério tem que ter o tronco a atravessar o interior. Verdade? Vale da Silva, Loure, Albergaria-a-Velha. Tel. 916045055


Soul Glamping
O Soul Glamping está localizado nas colinas da ilha da Madeira, numa pequena vila – Prazeres - cujo nome parece um prenúncio do cenário que rodeia este sofisticado acampamento (a partir de €100). Montanhas incríveis, vista total para o mar, onde é garantido pôr-do-sol espetacular e um nascer do sol, rodeado pela natureza e vida selvagem, tudo sem prescindir do máximo conforto. O projeto é de Germana Francisca. Ficou concluído em março de 2018 e fez questão de escolher estas tendas em particular pelo design, quase espacial, e pela janela principal, de dimensão generosa, que permite uma excelente vista sem sair da cama. Caminho do Jardim Pelado, Prazeres, ilha da Madeira Tel. 961340400

Bukubaki Eco Surf Resort
Uma experiência de surf num ambiente familiar em alojamento glamping ecológico, baseada nos princípios da sustentabilidade sem com isso comprometer o conforto, assim se apresenta este projeto, em constante renovação, e que surgiu, em 2017, em Atouguia da Baleia, no concelho de Peniche. Pensado para as férias de famílias ativas (com crianças), para aventureiros, que procuram experiências emocionantes, mindfulness e tranquilidade, bem como para quem quer encarar a estadia como uma jornada de autoconhecimento e conexão consigo mesmo, com a natureza, o oceano e a vida, o Bukubaki Eco Surf Resort organiza-se em casas suspensas, a meio caminho entre o céu e a terra, ou tendas canadianas (desde €85), erguidas sobre um deck de madeira, são o refúgio após cada dia recheado de atividades, Rua do Juncal 6, Casais Mestre Mendo. Tel. 967138917



Azul singular
A vegetação é densa, feita de diferentes espécies de palmeiras, fetos selvagens, flores e arbustos silvestres. Melros, pardais e piscos de peito ruivo, tentilhões, milhafres e, com sorte, algumas corujas moram por este Azul Singular. As tendas híbridas (a partir de €70) foram pensadas para se integrar neste cenário. Chamam-se “Ata-Desata” e podem abrir-se até não querer mais. O primeiro glamping dos Açores existe há dois anos e é um projeto de Antónia Reis e Pedro Rosa, casal com um percurso de vida que gerou projetos em várias áreas, sempre gravitando próximo das artes. Há ainda yurts, que deixam apreciar as estrelas através da cúpula, e uma casa de vidro, espaço comum, com terraço com vista para o mar, ideal para relaxar e ler um bom livro. Rua da Granja, 61, Feteira, ilha do Faial. Tel. 960069890

Casa Tuia Resort
Um projeto que nasce pela mão de um casal belga que se mudou, em 2014, de armas e bagagens para o Algarve. O Casa Tuia Resort fica situado numa colina, com vista para as montanhas, de um lado, e para o mar, do outro, com a praia do Carvoeiro a escassa distância. O alojamento integra cinco tendas - duas para quatro pessoas e três para seis pessoas – além de quatro apartamentos e duas villas (desde €119). Para os mais ativos, há muitas atividades como caminhadas nas falésias; passeios que ao longo de toda a costa, surf, bicicleta, stand up paddle, caiaque, paraquedismo e esqui aquático, por exemplo. Os mais tranquilos podem simplesmente relaxar na piscina rodeada por guarda-sóis exóticos. Poço Partido, Carvoeiro. Tel. 910544544

Nomad Planet
O proprietário do Nomad Planet, Victor Afonso, diz que muitos olharam para o respetivo projeto como "um pouco louco". Tinha raízes em Trás-os-Montes e, depois de viajar muito com a mulher, Marie, sentiram-se atraídos pela beleza da paisagem da região barrosã e pelo jeito de ser das pessoas. Oferecem 4 yurts (€40-€50), as típicas tendas dos nómadas mongóis, e uma casa na árvore, chamada de "toca do lobo" (€55-€65). Mas é sobretudo a possibilidade de ficar alojado entre as montanhas, a 900 metros de altitude, e uma panorâmica impagável sobre o Parque Nacional Peneda-Gerês, que tornam este local tão invulgar. Fiães do Rio, Montalegre.Tel. 936799886

Este texto foi originalmente publicado na edição do Expresso Diário de quinta-feira, 4 de julho 2019.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!