Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Cama

Quando uma antiga escola se transforma em casa de campo minimalista

  • 333

Nem rodas no asfalto, nem buzinas, nem conversas. Envolta num silêncio reconfortante e protegida pelo murinho de sempre, a fachada original da antiga escola primária de Cabeça da Cabra, em Porto Covo, faz regressar ao tempo da tabuada e das brincadeiras no recreio. Com o sol do entardecer dourando os pinheiros, é hora de entrar e conhecer a nova vida do edifício: transformou-se numa casa de campo agradável e minimalista.

Até este alojamento abrir, em 2013, como um “sonho de liberdade na natureza”, muito de improvável aconteceu. À pergunta “Onde te vês daqui a dez anos?”, num banal inquérito online, Maria Santos respondeu que gostava de ter uma pequena casa de campo. Passados uns meses, um amigo, que ouvira falar em património ao abandono e à venda, googlou “escola primária” e “porto covo”. Et voilà, ali estava o edital do leilão.

Maria comprou o edifício quase por instinto, sem o visitar e numa altura em que o país vivia na sombra da crise económica. Uma espécie de “delírio temporário”, para o que contribuiu a “extrema pressão” da sua carreira e vida na cidade. “Toda a gente dizia que era uma loucura”, mas ela acreditou ser possível fazer algo genuíno, aliando o prazer de receber ao descanso, num ambiente naturalmente despojado. Onde se pudesse abrandar e ligar à natureza. Compra feita, no comboio de regresso a Lisboa já vinha “uma segunda pessoa”...

O restauro foi cuidadoso e atendeu às preexistências. Readaptou-se o edifício passo a passo, num trabalho “de amor e respeito pelo Alentejo e a Costa Vicentina”. O namorado contribuiu com a arquitetura, ela com a engenharia. As salas de aulas converteram-se em cinco estúdios (três standards e dois lofts, desde €85) simples, espaçosos e confortáveis. Os pequenos frigoríficos e bancadas de cozinha ajudam a dar autonomia à estada. Todos os quartos têm sofá, cama dupla e gira-discos, “para as pessoas desenjoarem do Mp3”. Há, ainda, a Casinha do Jardim. Este bungalow abre, como alojamento, de julho a setembro, e também recebe sessões de ioga.

“O projeto deu-me coisas que não têm preço, como a liberdade e a possibilidade de viver no campo. Mais do que o dinheiro, o objetivo era fazer deste um sítio especial, para nós e para as pessoas que aqui vêm.”, comenta Maria. Ao pequeno-almoço - com bom tempo dá para servir no exterior -, chegam produtos cultivados na horta, como tomates, pepinos e abacates. É um bom momento para os hóspedes se conhecerem em contexto informal e descontraído. O mesmo espírito com que se encaram os jantares “pop up”, com chefes convidados.

Apesar da localização discreta, nos arredores de Porto Covo, a Cabeça da Cabra (Cabeça da Cabra, Porto Covo. Tel. 966295432) já entrou na rota dos amantes de surf. Duas vezes por ano, são organizados “retiros de surf” e a unidade transforma-se num espaço de confraternizaçâo para aficionados. Estão incluídas as refeições, além de tertúlias, aulas e sessões de surf e ioga, entre outras iniciativas. Encontrará publicações relacionadas com esse mundo dispostas pela unidade. Quando a vontade apertar, faça-se ao caminho e vá apanhar boas ondas às praias de São Torpes, Aivados e Malhão.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!