Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Cama

Regressar à aldeia: Alojamentos que recuperaram a tradição

  • 333

Na Rota das Aldeias Históricas de Portugal, em pleno Douro Vinhateiro ou a dois passos do mar, a riqueza do património rural tem vindo a conquistar cada vez mais adeptos. As aldeias portuguesas, singulares na sua cultura e únicas na arquitetura, estão a recuperar a vida de outros tempos e a abrir as portas para receber hóspedes de todo o mundo. O Boa Cama Boa Mesa traça a rota por sete aldeias recuperadas e convertidas em alojamentos turísticos

Aldeia da Cuada
A Aldeia da Cuada está no ponto mais ocidental de toda a Europa. Perto da Fajã Grande, na ilha das Flores, este é um pequeno paraíso nos Açores. A aldeia é composta por dez casas (de T1 a T6) devidamente recuperadas e todas em pedra, adaptadas às necessidades atuais. Os preços começam nos €75 por casa. A tranquilidade é garantida neste local rodeado de algumas das mais belas quedas de água, lagoas, praias e florestas de Portugal. Não deixe de fazer o percurso pedestre até à Lagoa das Patas, um sítio que ficará para sempre na sua memória. No The Village Bar, com vista para o verde imenso da ilha, servem-se pequenos almoços e refeições mediante reserva.
Fajã Grande, Ilha das Flores. Tel. 292590040.

Villa Pedra Natural Houses
Esteve abandonada durante décadas, esta pequena Aldeia de Cima, na serra de Sicó, até que o destino a deu a conhecer a um apaixonado por vestígios arqueológicos. Desse dia em diante as casas renasceram, uma a uma. Hoje, a Villa Pedra Natural Houses já conta com dez (desde €120), de diferentes tipologias e batizadas com nomes de árvores. As mais recentes, que se juntaram ao projeto inicial, ocupam as antigas escolas feminina e masculina da aldeia. Uma piscina comum, camas rústicas e redes nas árvores ajudam a combater o calor. Aqui fazem-se produtos biológicos, desde as compotas de physalis aos queijos do Rabaçal, passando pelos vinhos com o rótulo Villa Pedra. Por marcação há massagens relaxantes no conforto da casa, a partir de €40.
Villa Pedra Natural Houses, Soure. Tel. 910731194

Aldeia da Mata Pequena
A apenas 30 minutos de distância de Lisboa, a Aldeia da Mata Pequena que durante anos esteve completamente parada no tempo. Preservando a natureza e essência deste local, a recuperação, concluída há três anos, fez renascer na perfeição um espaço que mantém intacto o gosto de outros tempos. Tem apenas uma dezena de casas (a partir de €60), com diversas tipologias, e uma mão cheia de vizinhos residentes que preservam a tradição da vida no campo. Todas as manhãs, o pão quente, cozido em forno a lenha, é colocado à porta numa saca de pano. São os visitantes que preparam a sua própria refeição, embora haja opção de reservar refeições ao fim-de-semana. Organizam passeios a pé, de burro ou de bicicleta. Ao final do dia, a pequena taberna torna-se o centro da aldeia.
Rua São Francisco de Assis, Aldeia da Mata Pequena, Mafra. Tel. 219270908.

Aldeia da Pedralva
Em plena Costa Vicentina, recuperou-se uma aldeia, mantendo-se a calma e a tranquilidade que caracterizam a região. Ao todo são 50 as casas disponíveis (a partir de €100), com um, dois ou três quartos, com kitchenette. Cada uma das habitações da Aldeia da Pedralva, que começou apenas com quatro casas, tem o nome de uma praia, que pode explorar a partir da aldeia. Numa zona privilegiada, com acesso fácil a dezenas de areais quase secretos, aqui pode-se encontrar a tranquilidade desejada para as férias. Os mais aventureiros podem dedicar-se ao surf, birdwatching, trekking, passeios de bicicleta e pesca. O restaurante Sítio da Pedralva, apostado na gastronomia local, conta também com um bar de cocktails e uma zona lounge para relaxar ao final do dia de copo na mão. Aceita reservas para almoços e jantares.
Aldeia da Pedralva, Vila do Bispo. Tel. 282639342.

Casas do Côro
As Casas do Côro, sendo um enoturismo de aldeia, equiparam-se a um hotel de luxo. Em cada regresso há novidades e o mesmo empenho do primeiro dia dos proprietários Paulo e Cármen Romão, que continuam a receber quem chega, a orientar a equipa e a envolverem-se, na mesma medida, da cozinha aos passeios turísticos. Junte-se-lhe a atenção aos detalhes na decoração, desde as casas de diferentes tipologias à suíte ecossustentável (desde €160), o conforto, o Eco Friendly Spa, por si só relaxante, a piscina que se estende do interior para o exterior, o Acqua Gym ou o vasto menu de massagens. O restaurante vale bem a visita, seja no inverno, na sala palaciana junto à lareira, seja na esplanada estival. Este bem podia ser o cenário das 1001 Noites, com a certeza de que nenhuma seria igual à outra, por isso dá gosto voltar.
Largo do Côro, Marialva. Tel. 917552020

Casas do Juízo
No concelho de Pinhel, em plena Rota das Aldeias Históricas de Portugal, e no cruzamento da Rota do Vale do Côa, as Casas do Juízo resultam da recuperação exemplar de uma parte da aldeia do Juízo. Com capacidade para 30 pessoas, as Casas do Juízo inserida em dois condomínios fechados no centro da aldeia, é constituída por oito casas , de tipologias que variam entre T0 e T4, com um total de 13 camas de casal e quatro camas individuais. Estão todas equipadas com cozinha, ar condicionado e wifi. A acrescentar à oferta, juntem-se, também, um lagar convertido num pequeno espaço museológico, uma piscina exterior coberta, uma quinta pedagógica, uma estufa e a Taberna do Juiz, restaurante de paragem obrigatória para conhecer os genuínos sabores serranos.
Rua de São Lourenço, Vale do Côa, Pinhel. Tel. 927585758

Outros Tempos
São quatro as casas (desde €62) que integram este projeto de recuperação em pleno coração do Douro. Numa combinação harmoniosa entre o charme rústico e as comodidades necessárias ao conforto moderno, o alojamento Outros Tempos pretende reviver a cultura portuguesa de antigamente, naquilo que se assume ser uma visita a casa dos avós, com o mesmo acolhimento e conforto familiar. Envolvidas por uma paisagem rural, as casas mantêm as fachadas em granito e, no interior, preservam a arquitetura e decoração tradicionais. Aproveitando a proximidade com o rio, o hotel tem à disposição uma série de experiências de reconhecimento do património, desde passeios de barco, percursos pedestres, visita às gravuras rupestres do Côa e passeios de charrete. No verão, a piscina exterior resguardada pa paisagem vinhateira, é o poiso ideal para refrescar durante o dia.
Largo do Marradoiro, 12, Arícera, Armamar. Tel. 254855103

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!